Brazilian Journal of Psychiatry, Volume: 30 Supplement 1, Published: 2008
  • Impulse control disorders: the return of Esquirol's instinctive monomania Editorial

    Tavares, Hermano
  • Ludomania: cross-cultural examinations of gambling and its treatment Artigos

    Weinstock, Jeremiah; Ledgerwood, David M; Modesto-Lowe, Vania; Petry, Nancy M

    Abstract in Portuguese:

    O jogo patológico é um transtorno do controle do impulso que está ganhando mais e mais atenção. Este artigo revisa os critérios diagnósticos e os instrumentos de rastreamento para o jogo patológico, bem como os índices de prevalência desse transtorno ao redor do mundo, com ênfase na situação do jogo de azar no Brasil. Os tratamentos para o jogo patológico são também descritos, incluindo tanto as abordagens psicossociais como as farmacológicas. O jogo patológico é altamente comórbido com outros transtornos psiquiátricos, incluindo abuso de substâncias e depressão e poucos jogadores patológicos buscam tratamento para seus problemas com o jogo de azar. Portanto, recomenda-se a procura direta de problemas com o jogo de azar. É necessário melhorar a educação sobre o transtorno, tanto sob a perspectiva do cuidador como da sociedade, a fim de reduzir as conse-qüências pessoais e sociais desse transtorno.

    Abstract in English:

    Pathological gambling is a disorder of impulse control that is gaining more and more attention. This paper reviews diagnostic criteria and screening instruments for pathological gambling, as well as the prevalence rates of this disorder worldwide, with an emphasis on gambling in Brazil. Treatments for pathological gambling are also described, including both psychosocial and pharmacological approaches. Pathological gambling is highly comorbid with other psychiatric disorders, including substance abuse and depression, and few pathological gamblers seek treatment for their gambling problems. Therefore, direct screening for gambling problems is recommended. Increasing education about the disorder, from both the provider and societal perspective, is necessary to reduce the personal and societal consequences of this disorder.
  • Kleptomania: clinical characteristics and treatment Artigos

    Grant, Jon E; Odlaug, Brian L

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVOS: A cleptomania, um transtorno incapacitante do controle dos impulsos, caracteriza-se pelo furto repetitivo e incontrolável de itens que são de pequena utilidade para a pessoa acometida por esse transtorno. Apesar de seu histórico relativamente longo, a cleptomania continua sendo pouco entendida pelo público geral, pelos clínicos e pelos que dela sofrem. MÉTODO: Este artigo revisa a literatura sobre o que se sabe a respeito das características clínicas, histórico familiar, neurobiologia e opções de tratamento para indivíduos com cleptomania. RESULTADOS: A cleptomania geralmente tem seu início no final da adolescência ou no início da vida adulta, e parece ser mais comum em mulheres. A comorbidade psiquiátrica ao longo da vida com outros transtornos de controle de impulsos (20-46%), de uso de substâncias (23-50%) e de humor (45-100%) é freqüente. Indivíduos com cleptomania sofrem de prejuízo significativo em sua capacidade de funcionamento social e ocupacional. A cleptomania pode responder ao tratamento com terapia cognitivo-comportamental e com várias farmacoterapias (lítio, antiepilépticos e antagonistas de opióides). CONCLUSÕES: A cleptomania é um transtorno incapacitante que resulta em uma vergonha intensa, bem como problemas legais, sociais, familiares e ocupacionais. São necessários estudos de tratamento em ampla escala.

    Abstract in English:

    OBJECTIVES: Kleptomania, a disabling impulse control disorder, is characterized by the repetitive and uncontrollable theft of items that are of little use to the afflicted person. Despite its relatively long history, kleptomania remains poorly understood to the general public, clinicians, and sufferers. METHOD: This article reviews the literature for what is known about the clinical characteristics, family history, neurobiology, and treatment options for individuals with kleptomania. RESULTS: Kleptomania generally has its onset in late adolescence or early adulthood and appears to be more common among women. Lifetime psychiatric comorbidity is frequent, mainly with other impulse control (20-46%), substance use (23-50%) and mood disorders (45-100%). Individuals with kleptomania suffer significant impairment in their ability to function socially and occupationally. Kleptomania may respond to cognitive behavioral therapy and various pharmacotherapies (lithium, anti-epileptics, and opioid antagonists). CONCLUSIONS: Kleptomania is a disabling disorder that results in intense shame, as well as legal, social, family, and occupational problems. Large scale treatment studies are needed.
  • Compulsive buying disorder: a review and a Case Vignette Artigos

    Tavares, Hermano; Lobo, Daniela Sabbatini S; Fuentes, Daniel; Black, Donald W

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVO: O transtorno do comprar compulsivo foi descrito pela primeira vez como uma síndrome psiquiátrica no começo do século XX. Sua classificação permanece incerta e os investigadores têm debatido uma correlação potencial com transtornos do humor, transtorno obsessivo-compulsivo e transtornos do impulso. O objetivo deste estudo é apresentar uma revisão de transtorno do comprar compulsivo e um relato de caso. MÉTODO: Duas bases de dados foram investigadas (Medline e PsycINFO) em busca de artigos publicados nos últimos 40 anos. Os unitermos selecionados foram "oniomania" e "compras compulsivas". Outros artigos relevantes também foram identificados por meio das listas de referências. RESULTADOS: O transtorno do comprar compulsivo é uma condição crônica e prevalente encontrada ao redor do mundo, que divide características comuns com transtornos do controle do impulso. Em amostras clínicas, mulheres perfazem mais de 80% dos sujeitos. Sua etiologia é desconhecida, mas mecanismos neurobiológicos e genéticos têm sido propostos. O transtorno apresenta altas taxas de comorbidade com transtornos do humor, abuso de substâncias, transtornos alimentares e transtornos do controle do impulso. CONCLUSÃO: As recomendações terapêuticas derivadas da literatura e da experiência clínica sugerem que compradores compulsivos podem se beneficiar de intervenções psicossociais. Modelos de intervenção cognitivo-comportamental de grupo parecem promissores. Ensaios farmacológicos relatam resultados conflitantes. A identificação e o tratamento das comorbidades psiquiátricas são também um aspecto chave do tratamento. Para determinar a validade do transtorno do comprar compulsivo, os futuros trabalhos devem enfocar os achados psicopatológicos e neurobiológicos específicos à síndrome.

    Abstract in English:

    OBJECTIVE: Compulsive buying disorder was first described as a psychiatric syndrome in the early twentieth century. Its classification remains elusive, and investigators have debated its potential relationship to mood, substance use, obsessive-compulsive, and impulse control disorders. The objective of this study is to present a review of compulsive buying disorder and present a case vignette. METHOD: Two databases were reviewed (Medline and PsycINFO) in search for articles published in the last 40 years. Selected terms included oniomania, compulsive buying, and compulsive shopping. Other relevant articles were also identified through reference lists. RESULTS: Compulsive buying disorder is a prevalent and chronic condition that is found worldwide, sharing commonalities with impulse control disorders. In clinical samples, women make up more than 80% of subjects. Its etiology is unknown, but neurobiologic and genetic mechanisms have been proposed. The disorder is highly comorbid with mood, substance use, eating and impulse control disorders. CONCLUSIONS: Treatment recommendations derived from the literature and clinical experience suggest that problem shoppers can benefit from psychosocial interventions. Cognitive-behavioral group models appear promising. Medication trials have reported mixed results. The identification and treatment of psychiatric comorbidity is also a key aspect of treatment. In order to determine the validity of compulsive buying disorder, future work should focus on psychopathology and neurobiological findings unique to the syndrome.
  • The neurobiology of impulse control disorders Artigos

    Williams, Wendol A; Potenza, Marc N

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVO: Revisar os artigos sobre substratos neurobiológicos dos transtornos do controle dos impulsos. O jogo patológico é o foco central desta revisão na medida em que a maioria dos estudos biológicos dos formalmente classificados como transtornos do controle dos impulsos examinou este transtorno. MÉTODO: Foi feita uma busca no banco de dados Medline de artigos publicados de 1966 até o presente para identificar aqueles relevantes para serem revisados neste artigo. DESFECHOS: Estudos pré-clínicos sugerem que a neuromodulação das monoaminas cerebrais está associada à tomada de decisões impulsivas e aos comportamentos de risco. Os estudos clínicos implicam diversos sistemas de neurotransmissores (serotoninérgico, dopaminérgico, adrenérgico e opióide) na fisiopatologia do jogo patológico e de outros transtornos do controle dos impulsos. Estudos de neuroimagem preliminares têm indicado o córtex pré-frontal ventromedial e o estriato ventral como atuantes na fisiopatologia do jogo patológico e de outros transtornos do controle dos impulsos. As contribuições genéticas para o jogo patológico parecem substanciais e os estudos iniciais têm relacionado esse transtorno a polimorfismos alélicos específicos, ainda que os achados de varredura genômica ainda tenham que ser publicados. CONCLUSÃO: Mesmo que tenham sido logrados avanços significativos em nossa compreensão sobre os transtornos do controle dos impulsos, mais pesquisas são necessárias para ampliar o conhecimento existente e traduzir esses achados em avanços clínicos.

    Abstract in English:

    OBJECTIVE: To review the neurobiological substrates of impulse control disorders. Pathological gambling is a main focus of the review in that most biological studies of the formal impulse control disorders have examined this disorder. METHOD: The medical database Medline from 1966 to present was searched to identify relevant articles that were subsequently reviewed to generate this manuscript. RESULTS: Preclinical studies suggest that differential brain monoamine neuromodulation is associated with impulsive decision-making and risk-taking behaviors. Clinical studies implicate multiple neurotransmitter systems (serotonergic, dopaminergic, adrenergic, and opioidergic) in the pathophysiology of pathological gambling and other impulse control disorders. Initial neuroimaging studies have implicated the ventromedial prefrontal cortex and ventral striatum in the pathophysiology of pathological gambling and other impulse control disorders. Genetic contributions to pathological gambling seem substantial and initial studies have implicated specific allelic polymorphisms, although genome-wide analyses have yet to be published. CONCLUSION: Although significant advances have been made in our understanding of the neurobiology of impulse control disorders, more research is needed to extend existing knowledge and translate these findings into clinical advances.
  • Cognitive-behavioral treatment for impulse control disorders Artigos

    Hodgins, David C; Peden, Nicole

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVOS: Este artigo revisa o tratamento da cleptomania, do comprar compulsivo e do jogo patológico. MÉTODO: Realizou-se uma revisão da literatura publicada. RESULTADOS: A pesquisa sobre o tratamento em todas essas áreas é limitada. As técnicas cognitivo-comportamentais utilizadas no tratamento da cleptomania compreendem sensibilização encoberta, dessensibilização imaginal, dessensibilização sistemática, terapia de aversão, treinamento de relaxamento e fontes alternativas de satisfação. Com relação ao comprar compulsivo, não existe amparo empírico para o tratamento, mas as técnicas comuns examinadas foram sensibilização encoberta, exposição e prevenção de resposta, controle do estímulo, reestruturação cognitiva e prevenção de recaída. O tratamento do jogo patológico teve êxito tanto no formato em grupo como no individual, utilizando técnicas tais como terapia aversiva, dessensibilização sistemática, dessensibilização imaginal e terapia comportamental multimodal (incluindo exposição in vivo, controle do estímulo e sensibilização encoberta), juntamente com técnicas cognitivas, tais como psicoeducação, reestruturação cognitiva e prevenção de recaída. CONCLUSÕES: Há um consenso geral na literatura de que as terapias cognitivo-comportamentais oferecem um modelo eficaz de intervenção em todos esses transtornos. Uma formulação de caso individualizada é apresentada com um exemplo de estudo de caso. Sugerem-se diretrizes para a prática clínica de cada transtorno.

    Abstract in English:

    OBJECTIVES: This paper reviews the cognitive-behavioral treatment of kleptomania, compulsive buying, and pathological gambling. METHOD: A review of the published literature was conducted. RESULTS: Treatment research in all of these areas is limited. The cognitive-behavioral techniques used in the treatment of kleptomania encompass covert sensitization, imaginal desensitization, systematic desensitization, aversion therapy, relaxation training, and alternative sources of satisfaction. Regarding compulsive buying, no empirical support for treatment exists but common techniques examined were covert sensitization, exposure and response prevention, stimulus control, cognitive restructuring, and relapse prevention. Treatment of pathological gambling has been successful in both group and individual format using techniques such as aversive therapy, systematic desensitization, imaginal desensitization and multimodal behavior therapy (which have included in vivo exposure, stimulus control, and covert sensitization) along with cognitive techniques such as psychoeducation, cognitive-restructuring, and relapse prevention. CONCLUSIONS: There is a general consensus in the literature that cognitive-behavioral therapies offer an effective model for intervention for all these disorders. An individualized case formulation is presented with a case study example. Clinical practice guidelines are suggested for each disorder.
  • Psychodynamic psychotherapy and the treatment of pathological gambling Artigos

    Rosenthal, Richard J.

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVO: A busca por tratamentos com base empírica para o jogo patológico está em sua infância, havendo relativamente poucos ensaios clínicos e uma ausência de estudos naturalísticos. A adesão dos jogadores ao tratamento tem sido um problema, sendo que o tratamento cognitivo-comportamental e os estudos farmacoterápicos relatam índices particularmente altos de abandono. As abordagens psicodinâmicas, com sua ênfase na relação terapêutica e no significado dos comportamentos autodestrutivos e aparentemente irracionais, e nos obstáculos à capacidade de se perdoar, poderiam melhorar o desfecho. MÉTODO: Após uma descrição da psicoterapia psicodinâmica, foi feita uma revisão da literatura que investigou a eficácia de tratamentos psicoterápicos de curto e longo prazo para uma série de transtornos. Com relação ao jogo patológico, foi feito um resumo da literatura psicanalítica inicial (1914-1970) e a seguir foi revisada a literatura mais recente sobre a utilização da psicoterapia psicodinâmica no jogo patológico. RESULTADOS: A pesquisa da literatura recente sobre psicoterapia psicodinâmica não revelou nenhum estudo controlado aleatorizado sobre a eficácia ou efetividade desse tratamento. No entanto, há oito estudos com desfechos positivos descritos como ecléticos multimodais; a metade destes parece utilizar abordagens psicodinâmicas. São descritos dois programas entre os que obtiveram maior êxito. CONCLUSÕES: Uma observação sobre os desfechos mais gerais da psicoterapia psicodinâmica na literatura demonstra eficácia suficiente para uma variedade de transtornos que justificam um ensaio clínico sobre o jogo patológico. A psicoterapia psicodinâmica de curto prazo, com seu foco em questões nucleares, pode ser particularmente aplicável à necessidade dos jogadores patológicos de evitar ou escapar de efeitos e problemas intoleráveis. Terapias de mais longo prazo podem ser necessárias para modificar um padrão evitativo de comportamento e defesas psicodinâmicas.

    Abstract in English:

    OBJECTIVE: The search for empirically based treatments for pathological gambling is in its infancy, with relatively few clinical trials and an absence of naturalistic studies. Treatment retention of gamblers has been a problem; cognitive-behavioral treatment and pharmacotherapy studies report especially high dropout rates. Psychodynamic approaches, with their emphasis on the therapeutic relationship, and the meaning of the patient's self-destructive and seemingly irrational behaviors, and on obstacles to self-forgiveness, might improve outcome. METHOD: After a description of psychodynamic psychotherapy, the literature on both short-term and longer therapies is reviewed regarding their efficacy for a variety of disorders. With regard to pathological gambling, the author summarizes the early (1914-1970) psychoanalytic literature then reviews the more recent psychodynamic psychotherapy literature on pathological gambling. RESULTS: A review of the recent psychodynamic psychotherapy literature on pathological gambling failed to disclose a single randomized controlled study of treatment efficacy or effectiveness. However, there are eight positive outcome studies described as multi-modal eclectic; half of those seem to utilize psychodynamic approaches. Two of the more successful programs are described. CONCLUSIONS: A review of the outcomes literature for psychodynamic psychotherapy demonstrates efficacy for a variety of disorders sufficient to justify a clinical trial for pathological gambling. Short-term psychodynamic psychotherapy, with its focus on core issues, may be particularly applicable to the pathological gambler's need to avoid or escape intolerable affects and problems. Longer therapies may be needed to modify an avoidant coping style and defenses.
Associação Brasileira de Psiquiatria Rua Pedro de Toledo, 967 - casa 1, 04039-032 São Paulo SP Brazil, Tel.: +55 11 5081-6799, Fax: +55 11 3384-6799, Fax: +55 11 5579-6210 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: editorial@abp.org.br