Accessibility / Report Error

Efeito de solo previamente cultivado com plantas aromáticas na germinação e no desenvolvimento inicial de alface

Outcomes of soil previously treated with aromatic plants in the germination and early growth of lettuce

RESUMO

O objetivo desse trabalho foi verificar o efeito do solo pré-cultivado com plantas aromáticas na germinação e no desenvolvimento inicial de plântulas de alface cv. Simpson. A pesquisa foi realizada na Embrapa Hortaliças, Brasília, em bandejas mantidas em casa de vegetação. O experimento foi conduzido em delineamento experimental inteiramente casualizado, com três repetições e onze tratamentos: solo pré-cultivado com hortelã-comum (Mentha x villosa), hortelã-brava (Mentha arvensis), hortelã-pimenta (Mentha piperita), Mentha spp., capim-citronela (Cymbopogon winterianus), capim-limão (Cymbopogon citratus), manjericão de folha larga (Ocimum basilicum), manjericão de folha roxa (Ocimum gratissimun), tomilho (Thymus vulgaris), sálvia (Salvia officinalis) e solo da mesma área sem cultivo prévio de planta aromática (controle). Aos 30 dias após o semeio, foram avaliadas: índice de velocidade de emergência (IVE), taxa de sobrevivência (TS), número de folhas (NF), comprimento da raiz principal (CRP) e da parte aérea (CPA), massa fresca da raiz (MFR) e da parte aérea (MFPA) e massa seca da raiz (MSR) e da parte aérea (MSPA). Os dados foram submetidos à análise de variância e teste de Tukey a 5% de probabilidade. Houve diferença significativa em relação ao IVE, sendo que o tratamento com C. citratus afetou negativamente a emergência das plântulas. O tratamento com M. arvensis apresentou uma TS de apenas 16% das plantas aos 30 dias após a semeadura. O NF foi menor no tratamento com M. arvensis, diferentemente de todos os demais, exceto S. officinalis. A MRF e MFF foram estimuladas pelo tratamento com T. vulgaris sendo superior a todos os outros tratamentos. Os resultados obtidos permitem concluir que houve efeito negativo de M. arvensis e positivo de T. vulgaris no desenvolvimento inicial de plântulas de alface.

Palavras-chave
efeito alelopático; rizosfera; exsudatos

Sociedade Brasileira de Plantas Medicinais Sociedade Brasileira de Plantas Medicinais, Revista Brasileira de Plantas Medicinais, Universidade Estadual de Maringá, Departamento de Farmácia, Bloco T22, Avenida Colombo, 5790, 87020-900 - Maringá - PR, Tel: +55-44-3011-4627 - Botucatu - SP - Brazil
E-mail: revista@sbpmed.org.br