Estudo farmacobotânico das folhas de Garcinia brasiliensis Mart. (Clusiaceae)

Pharmacobotanical studies of Garcinia brasiliensis Mart. (Clusiaceae) leaves

A espécie Garcinia brasiliensis Mart. (Clusiaceae), nativa da região Amazônica e cultivada em todo o território brasileiro, vem sendo bastante estudada devido seu potencial farmacológico, porém são escassos estudos que tratam da caracterização farmacobotânica desta espécie. Considerando as propriedades terapêuticas para tornar-se um medicamento fitoterápico, o presente trabalho teve como objetivos estudar a anatomia e histoquímica da folha e do pecíolo e elaborar dados macroscópicos e microscópicos que forneçam características marcantes para sua identificação além de dar subsídios para a análise farmacognóstica no controle de qualidade da droga vegetal. O material vegetal foi fixado e submetido às técnicas usuais de microscopia de luz e a testes histoquímicos. As folhas de G. brasiliensis são opostas, simples, descolores, forma elíptica com nervação peninérvia. As células epidérmicas, em vista frontal, apresentam contorno sinuoso e estômatos paracíticos somente na face abaxial. O mesofilo é dorsiventral, a nervura central apresenta contorno biconvexo e feixe vascular em forma de semi-arco fechado envolto por bainha esclerenquimática. Inclusões inorgânicas de cristais na forma de drusas e orgânicas representadas por compostos fenólicos e grãos de amidos estão dispersos ao longo de toda lâmina foliar e pecíolo. Observa-se com frequência a presença de canais secretores preenchidos por um conteúdo lipídico dispersos pelo parênquima fundamental e próximos aos feixes vasculares. Estes dados fornecem subsídios para o controle de qualidade da matéria-prima utilizada para a produção de fitoterápicos.

bacupari; Garcinia brasiliensis; Clusiaceae; morfodiagnose


Sociedade Brasileira de Plantas Medicinais CPQBA - UNICAMP, Divisão de Agrotecnologia - CPQBA, 13148-218 Paulínia- SP-Brasil, Tel. (55 19) 2139-2891, Fax: (55 19) 2139-2852 - Botucatu - SP - Brazil
E-mail: rbpm.sbpm@gmail.com