Detecção de flavonóides em folhas de Alpinia purpurata (Vieill.) K. Schum. por cromatografia líquida de alta eficiência

A espécie Alpinia purpurata apresenta poucas citações referentes a etnofarmacologia e fitoquímica. Este estudo propõe a análise de substâncias bioativas através da técnica de cromatografia líquida de alta eficiência (CLAE). O extrato bruto hidroalcóolico foi obtido a partir de folhas secas de A. purpurata. A quantificação de fenóis totais foi realizada pelo método de Folin-Ciocalteau, usando ácido gálico como padrão. Como resultado, foi verificado 15,6 mg EAG g-1. O extrato bruto foi particionado com os solventes acetato de etila e butanol e depois analisado por cromatografia em camada delgada e CLAE. Nos extratos acetato de etila e butanólico foi detectada a presença dos flavonóides kaempferol-3-O-glicuronídeo e rutina, em maior concentração. O extrato butanólico contém a maior porcentagem de flavonóides (94,3%). Esta espécie possui flavonóides importantes no uso terapêutico, já antes verificados para a espécie A. zerumbet. Este é o primeiro trabalho que verifica a presença de flavonóides em extratos de A. purpurata.

CCF; polifenóis; plantas medicinais; rutina; Zingiberaceae


Sociedade Brasileira de Plantas Medicinais CPQBA - UNICAMP, Divisão de Agrotecnologia - CPQBA, 13148-218 Paulínia- SP-Brasil, Tel. (55 19) 2139-2891, Fax: (55 19) 2139-2852 - Botucatu - SP - Brazil
E-mail: rbpm.sbpm@gmail.com