Efeito anti-hiperglicêmico de Quassia amara (Simaroubaceae) em ratos normais e diabéticos

O efeito anti-hiperglicemiante do pó do lenho de Quassia amara (QA) foi avaliado em ratos normais e diabéticos aloxana induzidos. Após jejum de 12 horas e verificação da glicemia, os animais receberam administração oral de salina 0.9% (grupo controle), metformina (500 mg/kg) ou QA (200 mg/kg) e 30 minutos depois carga oral de glicose (1g/kg). A glicemia foi medida nos próximos 30, 60, 90 e 120 minutos. A partir da carga oral de glicose, a QA mostrou efeito anti-hiperglicemiante, similar a metformina, somente nos animais diabéticos (p<0.01) quando comparados ao grupo controle. Embora o mecanismo de ação anti-hiperglicemiante da QA não tenha sido investigado, podemos sugerir um mecanismo semelhante à metformina, visto que ambos apresentaram resultados similares nas duas condições testadas, ou seja, animais normais e diabéticos. Acredita-se que o uso de QA, em diabéticos, possa auxiliar no controle da glicemia e servir como terapia alternativa.

aloxana; efeito anti-hiperglicemiante; diabetes; Quassia amara


Sociedade Brasileira de Plantas Medicinais CPQBA - UNICAMP, Divisão de Agrotecnologia - CPQBA, 13148-218 Paulínia- SP-Brasil, Tel. (55 19) 2139-2891, Fax: (55 19) 2139-2852 - Botucatu - SP - Brazil
E-mail: rbpm.sbpm@gmail.com