Atividade gastroprotetora do extrato etanólico de Pavonia alnifolia A.St.-Hil.

Gastro protective activity of the Pavonia alnifolia A.St.-Hil. extract.

B.T. EWALD C.M. LOYOLLA A.C.H. PEREIRA D. LENZ A.R.S MEDEIROS T.U. ANDRADE B.V. NOGUEIRA T.M.C. PEREIRA D.C. ENDRINGER Sobre os autores

RESUMO

No Brasil, a família Malvaceae está representada por aproximadamente 200 espécies e algumas foram descritas como gastroproteroras. Pavonia alnifolia A.St.-Hil. (Malvaceae) foi selecionada após uma abordagem quimiossistemática, considerando-se sua potencial capacidade em prevenir lesões gástricas. Assim, a atividade gastroprotetora do extrato etanólico de caules de P. alnifolia foi avaliada utilizando o modelo de indução aguda da lesão gástrica por etanol acidificado em camundongos. Além disso, foram quantificados o teor de flavonóides, pelo método de cloreto de alumínio, e de polifenóis, pelo método Folin-Ciocalteu, uma vez que a relação desses componentes com a proteção gástrica foi evidenciada. Os ensaios apontaram redução acentuada das lesões gástricas em camundongos tratados com o extrato da planta em todas as doses ensaiadas (10, 100 e 300 mg/kg). Esse efeito pode estar relacionado com a presença de polifenóis, cujo teor encontrado foi 74,3 ± 7,5 μg equivalente de pirogalol/mg do material vegetal examinado e 82,7 ± 7,1 μg equivalente de pirogalol /mg da amostra no extrato preparado por percolação e teor de flavonoides totais, que por sua vez apresentou um resultado de 17,1 ± 1,4 μg/mg de extrato. O extrato apresentou proteção da mucosa gástrica e este efeito pode estar relacionado à presença dos polifenóis e flavonóides encontrados.

Palavras-chave
Pavonia; Malvaceae; gastroproteção; flavonóides; polifenóis

Sociedade Brasileira de Plantas Medicinais CPQBA - UNICAMP, Divisão de Agrotecnologia - CPQBA, 13148-218 Paulínia- SP-Brasil, Tel. (55 19) 2139-2891, Fax: (55 19) 2139-2852 - Botucatu - SP - Brazil
E-mail: rbpm.sbpm@gmail.com