Accessibility / Report Error

Propagação vegetativa de espécies silvestres do gênero Piper, com potencial para uso como porta enxertos em pimenta-do-reino (Piper nigrun)

Vegetative propagation of wild species of the genus Piper, with potential for use as rootstocks in black pepper (Piper nigrun)

O estabelecimento de espécies usadas como porta-enxerto, importantes na olericultura, podem ser multiplicadas por meio da estaquia com auxílio de fitorreguladores. Objetivou-se com este trabalho avaliar a influência do AIB no estabelecimento de espécies nativas do gênero Piper com potencial de uso como porta-enxerto de Piper nigrum. Estacas de P. Arboreum, P. amplum e P. sp foram submetidas a diferentes dosagens de AIB (0, 2000, 4000, 6000 e 8000 mg.L-1) e mantidas em estufa agrícola com irrigação intermitente com temperatura e umidade controlados. O delineamento experimental utilizado foi inteiramente casualizado em esquema fatorial 3x5 (3 espécies de Piper x 5 dosagens de AIB) e composto por 3 repetições por tratamento, sendo cada parcela composta por 10 estacas. A avaliação foi realizada aos 45 dias de transplantio e as variáveis analisadas foram: índice de sobrevivência, número médio de folhas, número médio de brotos e comprimento médio do maior broto. A espécie Piper arboreum apresentou bons resultados referentes ao crescimento da parte aérea independentemente da concentração de AIB empregada.

Piperaceas; propagação; estaquia; fusariose


Sociedade Brasileira de Plantas Medicinais Sociedade Brasileira de Plantas Medicinais, Revista Brasileira de Plantas Medicinais, Universidade Estadual de Maringá, Departamento de Farmácia, Bloco T22, Avenida Colombo, 5790, 87020-900 - Maringá - PR, Tel: +55-44-3011-4627 - Botucatu - SP - Brazil
E-mail: revista@sbpmed.org.br