Aspectos histopatológicos da acaríase pulmonar em uma criação de macacos rhesus

Márcia Cristina R. Andrade Renato S. Marchevsky

Foram evidenciadas lesões histológicas nos pulmões de macacos rhesus (Macaca mulatta) relacionadas ao Pneumonyssus simicola. As principais alterações incluíram numerosos cistos variando de 1-5 mm de diâmetro, com paredes finas e amplamente distribuídos nos pulmões; bronquiolite e peribronquiolite, onde os ácaros foram encontrados associados com materiais particulados pigmentados ou não. Nosso estudo incluiu dados de 347 macacos rhesus submetidos a necropsias no decorrer de 20 anos. A acaríase pulmonar foi diagnosticada em quatro animais adultos debilitados, o que representou uma incidência muito baixa do parasita (1,2%) na colônia. A literatura descreve uma alta incidência de acaríase pulmonar em macacos do Velho Mundo. O presente estudo confirma a ubiqüidade do P. simicola em macacos rhesus nascidos e manejados em cativeiro, que compromete sua utilização em estudos experimentais envolvendo o sistema respiratório.

Macacos rhesus; acaríase pulmonar; Pneumonyssus simicola; patologia


Colégio Brasileiro de Parasitologia Veterinária FCAV/UNESP - Departamento de Patologia Veterinária, Via de acesso Prof. Paulo Donato Castellane s/n, Zona Rural, , 14884-900 Jaboticabal - SP, Brasil, Fone: (16) 3209-7100 RAMAL 7934 - Jaboticabal - SP - Brazil
E-mail: cbpv_rbpv.fcav@unesp.br