Ocorrência de ectoparasitos em avestruzes (Struthio camelus) criadas no semi-árido baiano

Occurence of ectoparasites in ostriches (Struthio camelus) reared in semi-arid region of Bahia

Maria Ângela O. Almeida Larissa de Fátima C. Duarte Juliana da S. Rocha Mariana S.A. Silva José Eugenio Guimarães Maria Consuêlo C. Ayres Sobre os autores

No período de maio a agosto de 2005, foram visitados 19 planteis de avestruzes na região semi-árida do município de Irecê, Bahia, objetivando identificar os ectoparasitos. As aves, predominantemente da raça "African Black", eram criadas em sistema intensivo e distribuídas, por faixa etária, em colônias, trio, casal ou creche. Durante a inspeção das aves, as plumas colhidas aleatoriamente, de várias regiões do corpo, foram acondicionadas em sacos plásticos e as larvas, colhidas das miíases, em álcool etílico a 70%. Em 74% (14/19) e 47% (04/19) dos plantéis encontravam-se avestruzes infestadas, respectivamente, pelas espécies Struthiopterolichus bicaudatus e Struthiolipeurus rheae. Somente em um plantel (5,3%) foi encontrado um animal parasitado por larvas de Cochliomyia hominivorax.

Ectoparasito; ácaro; piolho; miíase; avestruz


Colégio Brasileiro de Parasitologia Veterinária FCAV/UNESP - Departamento de Patologia Veterinária, Via de acesso Prof. Paulo Donato Castellane s/n, Zona Rural, , 14884-900 Jaboticabal - SP, Brasil, Fone: (16) 3209-7100 RAMAL 7934 - Jaboticabal - SP - Brazil
E-mail: cbpv_rbpv.fcav@unesp.br
Accessibility / Report Error