Accessibility / Report Error

Ehrlichia canis em cães atendidos em hospital veterinário de Botucatu, Estado de São Paulo, Brasil

Ehrlichia canis in dogs attended in a veterinary hospital from Botucatu, São Paulo State, Brazil

Tatiana E. H. Ueno Daniel M. Aguiar Richard C. Pacheco Leonardo J. Richtzenhain Márcio G. Ribeiro Antônio C. Paes Jane Megid Marcelo B. Labruna Sobre os autores

O presente estudo investigou a etiologia da erliquiose monocítica canina em 70 cães atendidos no Hospital Veterinário da Universidade Estadual Paulista, na cidade de Botucatu, durante 2001 e 2002. Os cães foram avaliados segundo achados clínicos, epidemiológicos e laboratoriais e pela amplificação parcial e sequenciamento do gene dsb de Ehrlichia. DNA de Ehrlichia canis foi amplificado e sequenciado em 28 (40,0%) cães. Observou-se maior frequência deanimais positivos com idade até 12 meses (P < 0,05). Diarreia, apatia e anorexia foram os sinais clínicos mais frequentes observados em 55,2% (P = 0,05), 47,0% (P > 0,05) e 42,2% (P > 0,05) dos cães PCR positivos, respectivamente. Vinte e cinco cães com anemia (<5,5 × 10(6) eritrócitos.µL-1) e 8 com leucopenia (<5,5 × 10³ leucócitos.µL-1) foram positivos na PCR, porém não apresentaram associação estatística (P > 0,05) frente à infecção por E. canis. Todos os 28 cães positivos na PCR apresentaram trombocitopenia (<175 × 10³ plaquetas.µL-1; P < 0,05). E. canis foi a única espécie de Ehrlichia detectada em cães da região estudada, com alta taxa de infecção em cães jovens e, estatisticamente, associadaa cães trombocitopênicos.

Ehrlichia canis; PCR; Brasil; cães; erliquiose


Colégio Brasileiro de Parasitologia Veterinária FCAV/UNESP - Departamento de Patologia Veterinária, Via de acesso Prof. Paulo Donato Castellane s/n, Zona Rural, , 14884-900 Jaboticabal - SP, Brasil, Fone: (16) 3209-7100 RAMAL 7934 - Jaboticabal - SP - Brazil
E-mail: cbpv_rbpv.fcav@unesp.br