Fatores associados à soropositividade para Babesia, Toxoplasma, Neospora e Leishmania em cães atendidos em nove clínicas veterinárias do município de Lavras, MG

Factors associated the seropositivity for Babesia, Toxoplasma, Neospora e Leishmania in dogs attended at nine veterinary clinics in the municipality of Lavras, MG

Antônio Marcos Guimarães Christiane M. B. M. Rocha Trícia M. F. S. Oliveira Isabel R. Rosado Letícia G. Morais Raquel R. D. Santos Sobre os autores

O objetivo deste estudo foi determinar a frequência e avaliar a influência da idade, sexo e raça na soropositividade anti-Babesia canis, Toxoplasma gondii, Leishmania (L.) chagasi e Neospora caninum, por meio da reação de imunofluorescência indireta (RIFI), em amostras de soros coletadas de cães atendidos em nove clínicas veterinárias particulares do município de Lavras, MG, no período de agosto de 2000 a abril de 2002. De 300 cães, 73,3% foram soropositivos (RIFI > 1:80) para B. canis, e houve um aumento significativo de reagentes (p < 0,05) nos animais adultos se comparados com os jovens. Apenas um cão (0,3%), proveniente do município de Belo Horizonte, apresentou anticorpos anti-L. (L.) chagasi (RIFI > 1:40). Para T. gondii, de 218 cães, 60,7% foram positivos (RIFI > 1:16). Em 228 amostras de soros, 3,1% foram positivas (RIFI > 1:50) para N. caninum. Infecções por B. canis e T. gondii são endêmicas em cães atendidos em clínicas veterinárias particulares em Lavras. Não há evidências de casos autóctones de leishmaniose visceral canina em Lavras. Além disso, a infecção por N. caninum é pouco comum em cães criados na zona urbana do município.

Protozoários; anticorpos; frequência; RIFI


Colégio Brasileiro de Parasitologia Veterinária FCAV/UNESP - Departamento de Patologia Veterinária, Via de acesso Prof. Paulo Donato Castellane s/n, Zona Rural, , 14884-900 Jaboticabal - SP, Brasil, Fone: (16) 3209-7100 RAMAL 7934 - Jaboticabal - SP - Brazil
E-mail: cbpv_rbpv.fcav@unesp.br
Accessibility / Report Error