Coccidiose em frangos de corte criados na região de Araguaína, estado do Tocantis, Brasil

Gustavo Andrade Toledo Jefferson Douglas de Moura Almeida Katyane de Sousa Almeida Fagner Luiz da Costa Freitas Sobre os autores

A eimeriose é responsável por causar graves problemas avícolas caracterizados, principalmente, por redução do ganho de peso e alteração na conversão alimentar, gerando grandes perdas econômicas. O objetivo deste trabalho foi avaliar a epidemiologia da eimeriose em frangos de corte na região de Araguaína, Estado do Tocantins, Brasil. Amostras de cinco propriedades foram colhidas e encaminhadas ao Laboratório de Higiene e Saúde Pública da Escola de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade Federal do Tocantins. Após análise parasitológica, comprovou-se que todas as propriedades avaliadas apresentaram positividade para espécies do gênero Eimeria, tendo 63,1% dos galpões positivos, sendo encontrados oocistos de E. maxima, E. acervulina, E. mitis e E. tenella. Conclui-se que todas as propriedades avaliadas, apresentaram positividade para quatro espécies do gênero Eimeria comprovando que as estratégias sanitárias adotadas nas criações apresentam falhas que possibilitam a disseminação do patógeno nos lotes avícolas.

Eimeriose; frangos de corte; epidemiologia


Colégio Brasileiro de Parasitologia Veterinária FCAV/UNESP - Departamento de Patologia Veterinária, Via de acesso Prof. Paulo Donato Castellane s/n, Zona Rural, , 14884-900 Jaboticabal - SP, Brasil, Fone: (16) 3209-7100 RAMAL 7934 - Jaboticabal - SP - Brazil
E-mail: cbpv_rbpv.fcav@unesp.br
Accessibility / Report Error