Uso de um protocolo de PCR para a detecção de Mycoplasma suis para avaliação de uma população de catetos e queixadas de cativeiro (Tayassu tajacu and Tayassu pecari)

Mycoplasma suis é uma bactéria hemotrópica dos eritrócitos e é o agente causador da eperitrozoonose suína. O diagnóstico da infecção pode ser realizado pelo exame direto de esfregaços sanguíneos; entretanto, o uso da reação em cadeia da polimerase (PCR) baseada no gene 16S RNA de M. suis aumenta a sensibilidade e especificidade da detecção. O objetivo deste estudo foi avaliar catetos e queixadas (Tayassu tajacu e T. pecari) para a infecção por M. suis, utilizando PCR convencional específico. Um total de 28 amostras de sangue de catetos e queixadas de cativeiro foram coletadas, o DNA foi extraído e a PCR específica para a detecção de M. suis realizada. Todas as amostras foram negativas pelo esfregaço sanguíneo e PCR. Para verificar a presença de DNA amplificável, PCR para o gene da beta actina foi realizada em todas as amostras. Este estudo foi parte de um programa de vigilância ativa, o qual é crucial para o monitoramento do estado de saúde animal, particularmente em espécies selvagens.

Eperitrozoonose; cateto (Tayassu tajacu); queixada (Tayassu pecari); porcos selvagens


Colégio Brasileiro de Parasitologia Veterinária FCAV/UNESP - Departamento de Patologia Veterinária, Via de acesso Prof. Paulo Donato Castellane s/n, Zona Rural, , 14884-900 Jaboticabal - SP, Brasil, Fone: (16) 3209-7100 RAMAL 7934 - Jaboticabal - SP - Brazil
E-mail: cbpv_rbpv.fcav@unesp.br