Alterações hematológicas durante a infecção canina experimental por Trypanosoma cruzi

Paulo Marcos Matta Guedes Vanja Maria Veloso Tiago Wilson Patriarca Mineo Juliana Santiago-Silva Geovan Crepalde Ivo Santana Caldas Manuela Sales Lima Nascimento Marta Lana Egler Chiari Lúcia Maria da Cunha Galvão Maria Terezinha Bahia Sobre os autores

Para confirmar que cães Beagle são um bom modelo para doença de Chagas, foram avaliadas as alterações hematológicas durante as fases aguda e crônica em cães Beagle infectados com as cepas Y, Berenice-78 (Be-78) e ABC de Trypanosomacruzi, correlacionando os sinais clínicos com a curva de parasitemia. Foi demonstrado que a fase aguda da infecção foi marcada por letargia e perda de apetite. Simultaneamente, observou-se anemia, leucocitose e linfocitose. Ainda, foram descritas alterações hematológicas e sinais clínicos positivamente correlacionados com a parasitemia durante a infecção experimental com as três cepas de T.cruzi estudadas, demonstrando que a infecção em cães Beagle constitui um modelo fidedigno para a doença de Chagas.

Trypanosoma cruzi; cães Beagle; parasitemia; linfocitose; anemia; leucocitose


Colégio Brasileiro de Parasitologia Veterinária FCAV/UNESP - Departamento de Patologia Veterinária, Via de acesso Prof. Paulo Donato Castellane s/n, Zona Rural, , 14884-900 Jaboticabal - SP, Brasil, Fone: (16) 3209-7100 RAMAL 7934 - Jaboticabal - SP - Brazil
E-mail: cbpv_rbpv.fcav@unesp.br
Accessibility / Report Error