Alimentação artificial de fêmeas de Amblyomma cajennense (Acari: Ixodidae) em jejum por meio da técnica de tubos capilares

Isis Abel Fabíola N. Corrêa Abisair A. Castro Nathalie C. Cunha Renata C. Madureira Adivaldo H. Fonseca Sobre os autores

O presente trabalho teve como objetivos adaptar a técnica de alimentação artificial por meio de tubos capilares para fêmeas de Amblyomma cajennense e verificar a sua influência sobre os parâmetros biológicos da espécie. Fêmeas em jejum por 45 dias foram alimentadas com sangue bovino citratado usando tubos capilares por diferentes períodos de tempo: 12, 24 e 48 horas, 2 horas/dia e 6 horas/dia por 8 dias consecutivos, sendo que cada grupo foi composto por 20 carrapatos. Em seguida, os carrapatos foram expostos a coelhos para completar a alimentação e seus parâmetros biológicos foram analisados. Após alimentação artificial, os carrapatos apresentaram idiossoma arredondado mesmo à vista desarmada. Os grupos 24 horas, 8 dias/2 horas/dia e 8 dias/6 horas/dia tiveram maior ganho de peso, não havendo diferença estatística entre eles. Desta forma, nas condições do presente trabalho, 24 horas de alimentação artificial foram suficientes para que fêmeas em jejum aumentassem seu peso em 2,43mg. A alimentação artificial utilizando tubos capilares não interferiu nos parâmetros relativos às fases parasitária e não-parasitária de fêmeas A. cajennense.

Carrapatos; alimentação in vitro; tubos capilares


Colégio Brasileiro de Parasitologia Veterinária FCAV/UNESP - Departamento de Patologia Veterinária, Via de acesso Prof. Paulo Donato Castellane s/n, Zona Rural, , 14884-900 Jaboticabal - SP, Brasil, Fone: (16) 3209-7100 RAMAL 7934 - Jaboticabal - SP - Brazil
E-mail: cbpv_rbpv.fcav@unesp.br
Accessibility / Report Error