Avaliação da eficácia de uma vacina inativada de Anaplasma marginale derivada de cultura de células de carrapato

Pedro Veloso Facury Lasmar Antônio Último de Carvalho Elias Jorge Facury Filho Camila Valgas Bastos Múcio Flávio Barbosa Ribeiro Sobre os autores

Foi avaliada a eficácia de uma vacina protetora para Anaplasma marginale cultivada em células de carrapato (IDE8) para uso contra a anaplasmose bovina. Cinco bezerros (Grupo 1) foram inoculados por via subcutânea com três doses, intervalados de 21 dias, de vacina contendo 3 × 10(9) corpúsculos iniciais de A. marginale inicial. Cinco bezerros do grupo controle receberam apenas solução salina (Grupo 2). Trinta e dois dias após a inoculação final, todos os bezerros foram desafiados com aproximadamente 3 × 10(5) eritrócitos infectados com isolado de A. marginale alta virulência (UFMG2). Os bezerros do Grupo 1 soroconverteram-se 14 dias após a segunda dose da vacina. Após o desafio, todos os animais mostraram riquestsemia patente. Não houve diferença significativa (p > 0,05) entre bezerros do Grupo 1 e 2 em período de incubação, período de patência, ou período de convalescença. Todos os animais necessitaram de tratamento para prevenir a morte. Os resultados sugerem que uma vacina inativada de A. marginale, produzida em IDE8, induz soroconversão em bezerros, mas não é eficaz na prevenção de anaplasmose induzida pelo isolado UFMG2 nas condições deste experimento.

Anaplasma marginale; vacinação; vacina inativada; IDE8


Colégio Brasileiro de Parasitologia Veterinária FCAV/UNESP - Departamento de Patologia Veterinária, Via de acesso Prof. Paulo Donato Castellane s/n, Zona Rural, , 14884-900 Jaboticabal - SP, Brasil, Fone: (16) 3209-7100 RAMAL 7934 - Jaboticabal - SP - Brazil
E-mail: cbpv_rbpv.fcav@unesp.br