Ocorrência e caracterização molecular de Cryptosporidium spp. isolados de animais domésticos de propriedades rurais circunvizinhas a fragmentos de Floresta Atlântica Seca do Estado de São Paulo, Brasil

Anaiá da Paixão Sevá Mikaela Renata Funada Sheila de Oliveira Souza Alessandra Nava Leonardo José Richtzenhain Rodrigo Martins Soares Sobre os autores

O objetivo deste estudo foi avaliar a ocorrência de Cryptosporidium, em animais domésticos de propriedades rurais ao redor de fragmentos de mata Atlântica de interior no município de Teodoro Sampaio, por exame convencional de flutuação em solução de sacarose, seguido de caracterização molecular dos parasitas através do sequenciamento dos produtos amplificados na PCR do gene SSU rRNA. Foram coletadas amostras fecais de animais domésticos criados para subsistência e estimação nas propriedades rurais do entorno de três fragmentos florestais. Amostras de bovinos (197), equinos (63), suínos (25), ovinos (11) e cães (28) foram coletadas de 98 propriedades rurais. A ocorrência de Cryptosporidium para a espécie bovina foi de 3,0% (6/197); para os cães, de 10,7% (3/28); e para os demais animais os resultados foram negativos. Todas as sequências obtidas das seis amostras de bovinos apresentaram identidade molecular com Cryptosporidium andersoni, enquanto as sequências oriundas de amostras de fezes de cães revelaram-se similares ao C. canis. A ocorrência do Cryptosporidium entre os animais estudados foi baixa. Diante dos resultados do presente estudo, o ciclo zoonótico da criptosporidiose parece ter menos importância nesta região. A presença de espécies de Cryptosporidium ainda pouco relatadas em humanos pode ser, por outro lado, importante para a fauna silvestre, uma vez que estes animais podem ser considerados como uma fonte de infecção e disseminação deste protozoário. O impacto e a magnitude da infecção de C. andersoni, em ruminantes selvagens, e de C. canis, em cães silvestres, deve ser avaliado em estudos futuros, com intuito de verificar a real importância dessas espécies nesta região.

Criptosporidiose; caracterização molecular; SSU rRNA; Mata Atlântica de interior; animais domésticos


Colégio Brasileiro de Parasitologia Veterinária FCAV/UNESP - Departamento de Patologia Veterinária, Via de acesso Prof. Paulo Donato Castellane s/n, Zona Rural, , 14884-900 Jaboticabal - SP, Brasil, Fone: (16) 3209-7100 RAMAL 7934 - Jaboticabal - SP - Brazil
E-mail: cbpv_rbpv.fcav@unesp.br