Aspectos distintos de ressonância magnética de músculos entre dermatomiosite e polimiosite

Sofia Silveira de Castro Miranda Daniel Alvarenga João Carlos Rodrigues Samuel Katsuyuki Shinjo Sobre os autores

Introdução:

Embora a dermatomiosite (DM) e a polimiosite (PM) compartilhem diversos aspectos clínicos em comum, cada uma delas apresenta características fisiopatológicas e histológicas próprias. É possível que estas diferenças também se reflitam macroscopicamente, como, por exemplo, em imagens musculares vistas em ressonância magnética (RM).

Objetivos:

Comparar simultaneamente a RM de diversos compartimentos musculares das coxas de pacientes com DM e PM adultos.

Materiais:

Estudo transversal, em que foram avaliadas, entre o período de 2010 a 2013, as imagens de RM das coxas realizadas em aparelho de 1,5 Tesla (T) com sequências ponderadas em T1 e T2 com supressão de gordura, para rastreamento, de 11 DM e 11 PM (Bohan e Peter, 1975) recém-diagnosticados, em atividade clínica e laboratorial.

Resultados:

A média de idade na ocasião da RM, o tempo entre o início de sintomas e a realização das RM, a distribuição de sexos e a terapia medicamentosa foram comparáveis entre os dois grupos (p>0,050). Em termos de RM, edema muscular foi encontrado significantemente em DM, e principalmente na região proximal dos músculos. A área de lipossubstituição dos músculos foi encontrada predominantemente em PM. Essa lipossubstituição, quando de uma forma parcial, ocorreu principalmente nos terços médio e distal, enquanto que a forma total transcorreu apenas no terço distal dos músculos. Não houve nenhuma área de fibrose muscular.

Conclusões:

A DM e a PM apresentam características distintas entre si em RM de músculos, a exemplo de distinções fisiopatológicas e histológicas.

Dermatomiosite; Doença muscular; Polimiosite; Ressonância magnética


Sociedade Brasileira de Reumatologia Av Brigadeiro Luiz Antonio, 2466 - Cj 93., 01402-000 São Paulo - SP, Tel./Fax: 55 11 3289 7165 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: sbre@terra.com.br