A obesidade é um determinante da resistência à insulina mais importante do que os níveis circulantes de citocinas pró-inflamatórias em pacientes com artrite reumatoide

Jesus Castillo-Hernandez Martha Imelda Maldonado-Cervantes Juan Pablo Reyes Nuria Patiño-Marin Enrique Maldonado-Cervantes Claudia Solorzano-Rodriguez Esperanza de la Cruz Mendoza Brenda Alvarado-Sanchez Sobre os autores

RESUMO

Introdução:

O bloqueio sistêmico do Fator de Necrose Tumoral-α (TNF-α) nos indivíduos com artrite reumatoide (AR) com resistência à insulina (RI) parece produzir mais melhoria na sensibilidade à insulina em pacientes com AR com peso normal do que em pacientes obesos com AR. Isso sugere que a inflamação sistêmica e a obesidade são fatores de risco independentes para a RI em pacientes com AR.

Objetivos:

Avaliar a resistência à insulina em pacientes com peso normal com AR (AR-PN), pacientes com sobrepeso com AR (AR-SP), pacientes com AR obesos (AR-OB) e indivíduos controle com peso normal (PN) e obesidade (OB) pareados; e a associação com as principais citocinas envolvidas na patogênese da doença.

Métodos:

As avaliações incluíram: índice de massa corporal (IMC), resistência à insulina com o modelo de avaliação da homeostase (Homa-IR), método Elisa e ensaio colorimétrico enzimático.

Resultados:

Os resultados marcantes do presente estudo incluíram: (1) Em pacientes com AR, a RI estava bem correlacionada com o Índice de Massa Corporal (quanto maior o IMC, maior a RI), mas não com os níveis séricos de citocinas. Na verdade, os níveis de citocinas eram semelhantes em todos os pacientes com AR, independentemente de serem obesos, com sobrepeso ou peso normal. (2) A RI foi significativamente maior no grupo AR-PN do que no grupo PN. (3) Não houve diferença estatisticamente significativa entre a RI de pacientes AR-OB e OB. (4) Como esperado, os níveis circulantes de citocinas foram significativamente maiores em pacientes com AR do que em OB.

Conclusões:

A obesidade parece ser uma condição mais importante do que a inflamação em produzir RI em pacientes com AR. A dissociação dos componentes da inflamação e da obesidade na produção de RI sugere a necessidade de uma estratégia terapêutica independente em pacientes obesos com AR.

Palavras-chave:
Resistência à insulina; Obesidade; Artrite reumatoide; TNF-α

Sociedade Brasileira de Reumatologia Av Brigadeiro Luiz Antonio, 2466 - Cj 93., 01402-000 São Paulo - SP, Tel./Fax: 55 11 3289 7165 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: sbre@terra.com.br