ESPAÇO IMAGEM IMAGING SPACE

Uma paciente do sexo feminino apresentou-se em avaliação reumatológica com quadro sistêmico combinando mialgia/artralgia, parestesias e fraqueza compatíveis com mononeurite múltipla e dispnéia, com infiltrado intersticial em radiografia de tórax e alterações em eletrocardiograma (ECG) sugestivas de miocardite, progressivos há dois meses. Existia leucocitose com eosinofilia. A sorologia reumática específica, incluindo ANCA, mostrou-se sem alterações. A biópsia neuromuscular foi inconclusiva. Foi realizada biópsia de artéria temporal (BAT) que pôde confirmar o diagnóstico de angiíte de Churg-Strauss (Figura 1). A paciente foi tratada com combinação de esteróides e ciclofosfamida, evoluindo para remissão clínica. A BAT pode ser útil no diagnóstico de outras vasculites sistêmicas que não arterite temporal, já que, incluindo as colaterais da artéria temporal e os vasa vasorum, permite a avaliação de vasos de diferentes calibres em um procedimento acessível e de realização simples.

Caso encaminhado por Boris A. Cruz, Serviço de Reumatologia do Biocor Instituto, Nova Lima (MG), para o Grupo Mineiro de Estudo das Vasculites.

Responsável: Manoel Barros Bértolo

Datas de Publicação

  • Publicação nesta coleção
    05 Dez 2006
  • Data do Fascículo
    Out 2006
Sociedade Brasileira de Reumatologia Av Brigadeiro Luiz Antonio, 2466 - Cj 93., 01402-000 São Paulo - SP, Tel./Fax: 55 11 3289 7165 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: sbre@terra.com.br