Revisão crítica do tratamento medicamentoso da gota no Brasil

Valderilio Feijó Azevedo Maicon Piana Lopes Nathan Marostica Catholino Eduardo dos Santos Paiva Vitor Andrei Araújo Geraldo da Rocha Castelar Pinheiro Sobre os autores

RESUMO

A gota é considerada a forma mais comum de artrite inflamatória em homens acima de 40 anos. Os autores apresentam uma breve revisão sobre o tratamento atual da gota e discutem as limitações farmacológicas existentes no Brasil para o tratamento dessa enfermidade. Apesar de o alopurinol ainda ser a principal medicação para a redução dos níveis de uricemia de pacientes com gota no país, os autores também apresentam dados que apontam para uma grande oportunidade para o mercado farmacológico brasileiro em relação ao tratamento da hiperuricemia e da artrite gotosa e especialmente para pacientes usuários de sistemas privados de saúde e do SUS (Sistema Único de Saúde).

Palavras-chave:
Gota; Hiperuricemia; Tratamento; Artrite gotosa; Medicamentos

Sociedade Brasileira de Reumatologia Av Brigadeiro Luiz Antonio, 2466 - Cj 93., 01402-000 São Paulo - SP, Tel./Fax: 55 11 3289 7165 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: sbre@terra.com.br