Composição química de sementes de trigo (Triticum aestivum L.) submetidas a estresse salino na germinação

Chemical composition wheat (Triticum aestivum L.) seeds submitted to saline stress

Rodrigo Nascimento da Silva Gisela Loureiro Duarte Nei Fernandes Lopes Dario Munt de Moraes Ana Lúcia de Almeida Pereira Sobre os autores

O objetivo do experimento foi determinar algumas alterações bioquímicas de sementes de duas cultivares de trigo (BRS 177 e BRS 179) sob influência de diferentes níveis de sal (zero, 15, 30, 45 e 60mM NaCl) no processo de germinação. O ensaio foi realizado para avaliar alterações na atividade da a-amilase e nos teores de amido, açúcares redutores, carboidratos solúveis totais e proteínas causadas pelo estresse salino. A atividade da a-amilase e os teores carboidratos solúveis totais, açúcares redutores e proteínas são reduzidos, porém o conteúdo de amido aumenta com o incremento da salinidade, em ambas cultivares de trigo. Em todas as concentrações de NaCl, os componentes químicos nas sementes da cultivar BRS 179 são maiores do que os da cv. BRS 177, mostrando ser a BRS 179 mais tolerante à salinidade.

Triticum aestivum L.; <FONT FACE=Symbol>a</font>-amilase; amido; açúcares; proteínas; alterações bioquímicas; sal


Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes R. Raja Gabaglia, 1110 , 86060-190 Londrina - PR Brasil, Tel./Fax: (55 43) 3025 5120 - Londrina - PR - Brazil
E-mail: abrates@abrates.org.br