Desempenho de diferentes métodos de avaliação antropométrica de gestantes na predição de baixo peso ao nascer

OBJETIVOS: avaliar o desempenho de diferentes métodos antropométricos para avaliação nutricional de gestantes para predizer o baixo peso ao nascer (BPN). MÉTODOS: estudo descritivo do tipo transversal, realizado com 433 puérperas (>20 anos) atendidas numa Maternidade Pública do Rio de Janeiro, Brasil. A adequação do ganho de peso ao final da gestação foi avaliada segundo as propostas do Institute of Medicine e do Ministério da Saúde. Calculou-se a sensibilidade, a especificidade e a acurácia das variáveis adequação do ganho de peso gestacional total ou adequação do estado nutricional materno ao final da gestação na predição do BPN. RESULTADOS: a sensibilidade dos métodos variou de 63,1% a 68,4% e a especificidade de 71,2% a 75,1%. A adaptação da proposta do Institute of Medicine elaborada pelo Ministério da Saúde, segundo a classificação do estado nutricional pré-gestacional pelos pontos de corte da Organização Mundial da Saúde apresentou maior acurácia (74,5%), sendo este último o mais adequado para triagem nutricional pela sua associação com o BPN (OR=4,10; IC95%=1,53-10,92). CONCLUSÕES: os melhores para esta população foram as propostas do Institute of Medicine e do Ministério da Saúde. Estudos visando reconhecer os métodos de avaliação antropométrica mais adequados na gestação devem ser estimulados em diferentes populações.

Gestação; Antropometria; Ganho de peso; Baixo peso ao nascer


Instituto de Medicina Integral Prof. Fernando Figueira Rua dos Coelhos, 300. Boa Vista, 50070-550 Recife PE Brasil, Tel./Fax: +55 81 2122-4141 - Recife - PR - Brazil
E-mail: revista@imip.org.br