Teste do pezinho: percepção das gestantes nas orientações no pré-natal

Maria Paula Custódio Silva Divanice Contim Lúcia Aparecida Ferreira Alessandra Bernadete Trovó de Marqui Sobre os autores

Resumo

Objetivos:

investigar a percepção das gestantes sobre o teste do pezinho e verificar como esse tema está sendo abordado no pré-natal.

Métodos:

estudo do tipo exploratório-descritivo, transversal e de abordagem quantitativa, realizado com 160 gestantes, que frequentaram o serviço de pré-natal na rede de atenção primária de saúde do município de Uberaba-MG. A coleta de dados foi realizada entre dezembro/2014 a fevereiro/2015, por meio de um questionário semiestruturado. Foi empregada a estatística descritiva e bivariada, utilizando o teste de qui-quadrado de Pearson.

Resultados:

75% das gestantes não sabiam relatar quais eram as patologias triadas, 16,3% citou que as doenças detectadas pelo Teste do Pezinho têm etiologia genética, 82%, vê a necessidade de maiores informações sobre o Teste do Pezinho, 60% referem a necessidade de enfoque para quais as doenças diagnosticadas. Em relação à coleta do exame, apenas 36% das gestantes indicaram o período correto (3º ao 7º dia de vida do neonato). Em média 50% das participantes não foram orientadas sobre esse exame no pré-natal.

Conclusões:

as gestantes exibiram uma baixa compreensão acerca do teste, houve carência quanto à orientação sobre o assunto no pré-natal. A enfermagem tem papel impre-scindível nessa etapa tendo em vista sua habilidade na educação em saúde.

Palavras-chave:
Triagem neonatal; Cuidado pré-natal; Enfermagem neonatal

Instituto de Medicina Integral Prof. Fernando Figueira Rua dos Coelhos, 300. Boa Vista, 50070-550 Recife PE Brasil, Tel./Fax: +55 81 2122-4141 - Recife - PR - Brazil
E-mail: revista@imip.org.br