Influência da qualidade do ambiente das creches no desenvolvimento motor de crianças entre seis e 15 meses

Keli Lovison Helenara Salvati Bertolossi Moreira Joselici da Silva Luiz Guilherme Dacar Silva Scorzafave Débora Falleiros de Mello Sobre os autores

Resumo

Objetivos:

analisar a influência da qualidade do ambiente no desenvolvimento motor de crianças na faixa etária entre seis e 15 meses que frequentam centros de educação infantil.

Métodos

estudo de delineamento transversal e analítico sobre o desenvolvimento motor de crianças entre seis e 15 meses de idade, de ambos os sexos, matriculadas em turmas de berçário (0-12 meses) e maternal I (12-24 meses), com utilização das escalas validadas Affordances in the Home Environment for Motor Development-Infant Scale e Alberta Infant Motor Scale.

Resultados:

a amostra de 104 crianças e 30 centros de educação infantil apresentou idade média de 9,15 meses, 88% permanecia em período integral e 12% meio período (manhã ou tarde), um centro foi classificado como Affordance Fraca, 26 Suficiente e três Adequada. Das crianças participantes, 40% apresentaram desenvolvimento motor normal. Os maiores níveis de Affordance indicam melhor desenvolvimento motor e níveis menores de Affordance sinalizam suspeita de atraso motor.

Conclusão:

o ambiente de centros de educação infantil em que a criança está inserida exerce influência no desempenho motor, principalmente ligado às atividades diárias e uso de brinquedos. Quanto menor o nível de Affordance mais possibilidades de suspeita de atraso motor infantil.

Palavras-chave
Creches; Desenvolvimento de bebês; Criança

Instituto de Medicina Integral Prof. Fernando Figueira Rua dos Coelhos, 300. Boa Vista, 50070-550 Recife PE Brasil, Tel./Fax: +55 81 2122-4141 - Recife - PR - Brazil
E-mail: revista@imip.org.br