Accessibility / Report Error

Uso de chupeta como fator de risco para o tempo de amamentação: uma revisão sistemática

Esta revisão sistemática da literatura se propõe verificar se o uso de chupeta é um fator de risco para redução do tempo de amamentação. Foram pesquisadas as bases de dados Medline e Lilacs, no período de 1996 a 2006, utilizando os termos: "aleitamento materno" e "chupeta", "amamentação". Foram excluídos artigos: sem resumo; sem descrição ou referência a estimadores de associação entre tempo de amamentação e uso de chupetas; com o índice de perda amostral superior a 20%; escritos em outros idiomas diferentes do português, inglês e espanhol; com abordagem à população de bebês prematuros ou à mães com dificuldades de amamentação; e, com informações relatadas por outros indivíduos diferentes da mãe ou profissional de saúde. Foram selecionados 19 artigos: um ensaio clínico randomizado controlado, 11 estudos de coorte e sete estudos transversais. Conclui-se que uso de chupeta é um fator de risco para a redução do tempo de amamentação, entretanto permanece obscuro qual o seu mecanismo de atuação. Outros fatores de risco relacionados à criança, à mãe, ao pai e ao atendimento hospitalar também influenciam nesse processo. É necessário a padronização de elementos metodológicos que investiguem a associação entre o uso de chupetas e a duração da amamentação visando sintetizar o conhecimento científico.

Aleitamento materno; Chupetas; Desmame


Instituto de Medicina Integral Prof. Fernando Figueira Rua dos Coelhos, 300. Boa Vista, 50070-550 Recife PE Brasil, Tel./Fax: +55 81 2122-4141 - Recife - PR - Brazil
E-mail: revista@imip.org.br