Concordância da autopercepção da imagem corporal com a análise de imagem corporal tridimensional de adolescentes

Susana Cararo Confortin Camila Meireles Souza Bianca Rodrigues de Oliveira Karla Daniele Silva Marques Lívia Carolina Sobrinho Rudakoff Elma Izze da Silva Magalhães Antônio Augusto Moura da Silva Sobre os autores

Resumo

Objetivos:

verificar a concordância da autopercepção da imagem corporal de adolescentes com a análise de profissionais da saúde a partir de imagem corporal tridimensional e a concordância inter-avaliadores.

Métodos:

estudo transversal, com 1662 adolescentes, de 18-19 anos, da coorte de nascimento de 1997/98 de São Luís, Maranhão. A autopercepção da imagem corporal foi avaliada pela escala de imagem corporal de Stunkard. Três nutricionistas avaliaram a imagem corporal tridimensional e classificaram conforme Stunkard. A concordância foi verificada utilizando Kappa ponderado.

Resultados:

a análise de concordância entre os avaliadores no grupo geral e quando estratificada por sexo foi considerada moderada a boa pelo Kappa. Em relação a correlação intraclasse (ICC), observou-se valores de correlação bons e excelentes tanto no grupo geral, quanto no sexo masculino e no feminino. Notou-se maior percepção de excesso de peso por todos os avaliadores, quando comparado às autoavaliações dos adolescentes. Quando estratificado por sexo, o avaliador 1 teve a mesma percepção que as autoavaliações do sexo masculino, enquanto para o sexo feminino a percepção de excesso de peso foi mais frequente, assim como os avaliadores 2 e 3, para ambos os sexos.

Conclusão:

a concordância entre avaliadores e as autoavaliações foram consideradas fracas/moderadas no Kappa e bons/excelente pela ICC.

Palavras-chave
Adolescência; Imagem corporal; Insatisfação corporal

Instituto de Medicina Integral Prof. Fernando Figueira Rua dos Coelhos, 300. Boa Vista, 50070-550 Recife PE Brasil, Tel./Fax: +55 81 2122-4141 - Recife - PR - Brazil
E-mail: revista@imip.org.br