Revista Brasileira de Saúde Materno Infantil, Volume: 9, Issue: 2, Published: 2009
  • The sickness or the sick person? Editorial

    Cavalheiro, Esper
  • Nutritional and socio-demographic determinants of post-partum weight change: a literature review Revisão

    Castro, Maria Beatriz Trindade de; Kac, Gilberto; Sichieri, Rosely

    Abstract in Portuguese:

    Trata-se de um estudo de revisão sobre os fatores nutricionais e sócio-demográficos da variação de peso no pós-parto. Foi realizada uma busca bibliográfica nas bases de dados eletrônicas Scientific Eletronic Library On-line (SciELO), Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS) e Medical Literature Analysis and Retrieval System Online (MEDLINE) referente a literatura publicada na última década (1997-2008). Treze artigos, um informe técnico e dois livros considerados relevantes sobre o assunto e publicados anteriormente ao ano 1997 foram citados na revisão. A revisão priorizou estudos de ensaios clínicos randomizados e de seguimento realizados com gestantes e mulheres no pós-parto. Os resultados obtidos mostram como principais fatores associados com a variação de peso no pós-parto o ganho de peso gestacional acima das recomendações do Institute of Medicine, Índice de Massa Corporal Pré-Gestacional > 25 kg/m2, dieta, tempo e intensidade do aleitamento materno e os fatores sócio-demográficos: raça negra, primiparidade, idade materna, baixa renda e baixa escolaridade. A prática regular de atividade física é recomendada como uma estratégia para evitar o ganho de peso excessivo e melhorar a perda de peso durante o pós-parto. No Brasil não existe uma estratégia nacional para prevenir o ganho de peso excessivo e garantir a adequada perda de peso nesse período. Durante o pós-parto, a maioria das ações de saúde visa basicamente garantir o aleitamento materno.

    Abstract in English:

    This study is a review of nutritional and sociodemographic factors determining post-partum weight variation. A bibliographical search was carried out on the electronic databases Scientific Eletronic Library On-line (SciELO), Latin-American and Caribbean Literature on Health Sciences (LILACS) and Medical Literature Analysis and Retrieval System Online (MEDLINE) for titles published in the past decade (1997-2008). Thirteen articles, one technical note and two books considered relevant to the subject and published prior to 1997 are also cited in the review. The review prioritized studies involving randomized clinical trials and follow-up carried out among pregnant and post-partum women. The results show that the following are the main factors associated with post-partum weight variation: gestational weight gain above the recommendations of the Institute of Medicine, Pregestational Body Mass > 25 kg/m2, diet, duration and intensity of breast-feeding and socio-demographic factors, such as being black, having given birth only once, the age of the mother, low income and low schooling. Regular physical activity is recommended as a strategy for avoiding excessive weight gain and improving weight loss during post partum. In Brazil, there is no national strategy for preventing excessive weight gain and ensuring adequate weight loss during this period. During post-partum, most health service actions are restricted to ensuring that mothers breastfeed.
  • Influence of familiar context and malocclusion in children aged 0-5 years-old in the city of Salvador, State of Bahia, Brazil Artigos Originais

    Rossi, Thaís Regis Aranha; Lopes, Laíra Sá; Cangussu, Maria Cristina Teixeira

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVOS: avaliar a prevalência e a associação entre variáveis sócio-ambientais e a maloclusão infantil. MÉTODOS: estudo transversal, em crianças de 1-5 anos, residentes em seis áreas do Programa de Saúde da Família, em Salvador, Bahia, Brasil. Foram sorteadas 360 famílias pré-estratificadas, pelo cadastro das famílias das Unidade de Saúde da Família (USF) (415 pré-escolares). Após a identificação, foram realizadas visitas domiciliares onde foram entrevistados os pais/responsáveis e as crianças examinadas. Foram utilizados como instrumentos a ficha A - Sistema de Atenção Básica, e o exame oclusal - presença ou ausência de alteração e tipo de desvio. A análise de regressão logística foi utilizada (p<0,05). RESULTADOS: 34,5 % das crianças apresentaram maloclusão; 77,2% residiam em habitações com mais de quatro cômodos e 64,8% das crianças foi aleitada naturalmente e destas, 50,6% por sete meses ou mais. Não tinham o hábito da sucção digital, 89,6% das crianças, mas uso da chupeta foi registrado em 47%. A análise de regressão logística identificou as associações: o número de indivíduos menores de 14 anos na residência (OR=1,44; IC95%: 1,02 - 2,26), sucção digital (OR=1,75; IC95%: 1,08-3,46) e ter adulto com uso abusivo de álcool (OR=1,22; IC95%: 1,04 - 2,02). CONCLUSÕES: ampliar o acesso à saúde oral pode refletir positivamente na saúde oral e qualidade de vida das crianças.

    Abstract in English:

    OBJECTIVES: the purpose was to investigate the prevalence and the association between social and environmental variables and the children malocclusion. METHODS: the population for this cross-sectional study comprised 360 families (415 schoolchildren) resident in six areas where the Family Health Program is running in Salvador in the Brazilian State of Bahia. The dental examinations were carried out using criteria identifying the presence and type of malloclusion and a structured interview conducted with children's mothers or guardians. "Document A" and CAGE were used to report the social and environmental variables. Logistic regression (stepwise forward procedure, p<0.05) analyses were performed. RESULTS: the prevalence of malocclusion was 34.5%. Most families (77.2%) lived in dwellings with thick partition walls. Exclusive breastfeeding rates were 64.8% and of these, 50.6% for the duration of the first seven months of life or more. 89.6% did not have the habit of digital suction, but the use of a pacifier was registered in 47%. The multivariate analysis identified an association with malocclusion: the number of individuals aged under 14 years in the household (OR=1.44; 95%CI: 1.02 - 2.26), digital sucking (OR=1.75; 95%CI: 1.08-3.46) and the presence of alcoholism in the family (OR=1.22; 95%CI:1.04 - 2.02) CONCLUSIONS: access to oral health for these families can have a positive impact on oral health.
  • Epidemiological characteristics of patients with orofacial clefts attending a Referral Center in Northeast Brazil Artigos Originais

    Coutinho, André Luiz Figueiredo; Lima, Marília de Carvalho; Kitamura, Marco Antônio Pinto; Ferreira Neto, José; Pereira, Rui Manoel

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVOS: descrever a frequência dos tipos de lesão dos portadores de fissura lábio-palatina, verificar a associação entre os fatores demográficos com essas lesões e identificar os fatores associados à idade em que foi realizado o primeiro atendimento médico especializado. MÉTODOS: este é um estudo do tipo série de casos, com 1216 crianças <10 anos portadoras de fissura labial e/ou palatina não sindrômica atendidas no Centro de Atenção aos Defeitos da Face do Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira no período de janeiro de 2002 a dezembro de 2005. Os dados foram obtidos de um banco de dados secundário desse Centro. RESULTADOS: observou-se um discreto predomínio do sexo masculino (57,4%) e uma maior procedência do Recife/Região Metropolitana. Cerca de metade da amostra (48,9%) encontrava-se no grupo etário >24 meses quando realizou o primeiro atendimento médico especializado. As crianças cujo primeiro atendimento especializado ocorreu antes dos 12 meses de vida procederam com maior frequência do Agreste e Sertão. Das crianças portadoras de fissura submucosa, 55% só foram atendidas após os cinco anos de idade. CONCLUSÕES: observou-se que os dados obtidos estão de acordo com os da literatura, no aspecto geral das fissuras. Necessita-se que os profissionais de saúde sejam melhor preparados para atender e diagnosticar as fissuras lábio-palatinas.

    Abstract in English:

    OBJECTIVES: to describe the frequency of types of lesions in patients with cleft lip and/or palate, in order to confirm the association between demographic factors and cleft lesions and to identify the factors associated with age on first receiving specialized medical attention. METHODS: a case-series study was conducted with 1,216 children aged <10 years with non-syndromic cleft lip and/or palate. They were being treated at the Facial Deformity Care Center at the Professor Fernando Figueira General Medical Center from January 2002 to December 2005. Data were obtained form a secondary dataset belonging to this Center. RESULTS: the prevalence of clefts was higher among males (57.4%). Most of them came from Recife Metropolitan area. About half (48.9%) were aged >24 months when they first received a specialized medical consultation. A higher percentage of children whose first specialized medical care occurred at an age of less than one year was found for the Agreste and Sertão regions. Around 55% of children with submucosa cleft first received care at an age greater than five years. CONCLUSIONS: it was observed that the overall distribution of clefts accords with that presented in the literature. There is a need for a greater knowledge on the part of health professionals to allow them to provide adequate care and diagnose clefts.
  • Assessing user satisfaction regarding the quality of health care provided by emergency services in Recife, Pernambuco, Brazil Artigos Originais

    Mendes, Antonio da Cruz Gouveia; Araújo Júnior, José Luís Corrêa Amaral de; Furtado, Betise Mery Alencar Souza; Duarte, Petra Oliveira; Santiago, Renata Florêncio; Costa, Tadeu Rodrigues da

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVOS: avaliar a satisfação dos usuários em relação à qualidade do atendimento nas grandes emergências do Recife, Pernambuco, Brasil. MÉTODOS: trata-se de um estudo descritivo de corte transversal, realizado nas três maiores emergências do município: Hospital da Restauração, Hospital Getúlio Vargas e Hospital Otávio de Freitas. Foram entrevistados 420 usuários (5% dos atendimentos semanais), através da aplicação de questionários fechados, buscando-se uma relação entre variáveis independentes e o grau de satisfação do usuário. RESULTADOS: o perfil predominante dos usuários foi de uma população adulta jovem (46,7%), do sexo feminino (59,8%), com baixa escolaridade (61,6%), dona de casa ou desempregada (62,3%) e moradora da região metropolitana (83%). A insatisfação com as condições oferecidas esteve presente em 55,2% dos usuários, sendo ainda maior entre aqueles de causa externas da emergência da Restauração (77,1%). As dimensões da qualidade pior avaliadas foram o conforto oferecido, 56% de insatisfação, e a priorização na assistência ao usuário através dos tempos de espera, com 48,1%. CONCLUSÃO: os resultados demonstraram uma avaliação crítica dos usuários. Percebe-se uma nítida variação de resultados entre as três unidades. A avaliação positiva em relação ao trabalho dos profissionais traz um alento sobre as possibilidades, porém os demais resultados evidenciam que muito há por fazer para qualificação do atendimento de emergência.

    Abstract in English:

    OBJECTIVES: to assess users' evaluation of the quality of health care provided at emergency services in Recife, in the State of Pernambuco, Brazil. METHODS: a cross-cutting descriptive study covering three major emergency services in the municipality: Hospital da Restauração, Hospital Getúlio Vargas and Hospital Otávio de Freitas. A survey was applied to 420 users (5% of the weekly attendance). Data was collected using this survey with closed questions, in an effort to determine the degree of association between the independent variables and the level of user satisfaction. RESULTS: the users surveyed were mostly young adults (46.7%), female (59.8%), with few schooling years (61.6%), working in the home or unemployed (62.3%), and living within the Recife Metropolitan Region (83%). Dissatisfaction with the conditions provided in hospitals (55.2%) was greater among those users with problems stemming from external causes at the Hospital da Restauração, (77.1%). The dimensions of quality that received the lowest evaluation were the comfort, 56%, and promptness 48.1%. CONCLUSIONS: the results show a critical evalua tion from the user's point of view. They also demon strate that there is a clear variation from hospital to hospital. A positive evaluation of staff performance constitutes some hope of improvement; although the other results show that there is still much to be done to improve the quality of care provided by emergency services.
  • Characteristics of pregnancies, deliveries and newborns in the Metropolitan Region of Aracaju, State of Sergipe, Brazil Artigos Originais

    Gurgel, Ricardo Queiroz; Nery, Alzira Maria D'Avila Guimarães; Almeida, Maria Luíza Dória; Oliveira, Eleonora Ribeiro Ramos; Lima, Danilo Dantas Freire; Bettiol, Heloísa; Barbieri, Marco Antonio

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVOS: descrever as características das gestações, partos e nascimentos da região metropolitana de Aracaju. As principais características demográficas e socioeconômicas e de atenção à saúde da população foram avaliadas. MÉTODOS: estudo transversal dos nascimentos ocorridos entre março e julho de 2005, procedentes da região metropolitana de Aracaju, Sergipe, Brasil. Todas as mães que tiveram parto único nascido vivo foram entrevistadas através de um questionário estruturado, com informações sobre as condições demográficas, socioeconômicas, história sexual/reprodutiva. Registros do peso, comprimento e perímetro cefálico das crianças foram transferidos para o questionário. Foi feita comparação com outros estudos brasileiros de características semelhantes. RESULTADOS: foram analisados 4746 nascimentos de parto único de Aracaju, com 69% das mães referindo renda inferior a três salários mínimos. As mães adolescentes representaram 20,6% da amostra. Entre todos os nascimentos, 7,7% tiveram duração inferior a 37 semanas, percentual semelhante ao de baixo peso ao nascer (7,2%). Prevaleceu a assistência pré-natal oferecida pelo Sistema Único de Saúde (SUS) (76,0%), que custeou 85,2% dos partos. Destes, 31,6% foram cesáreas. CONCLUSÕES: o estudo mostrou menores percentuais de partos cesária, prematuridade e baixo peso ao nascer que os encontrados em Ribeirão Preto, São Luís e Pelotas. Estudos como este podem ser muito úteis ao planejamento de saúde perinatal.

    Abstract in English:

    OBJECTIVES: to describe the characteristics of pregnancies, deliveries and the status of newborns at birth in the Metropolitan Area of Aracaju. The main demographic and socioeconomic characteristics and details of the medical care given to the population under study are presented. METHODS: a cross-sectional study was carried out of all deliveries in the maternity hospitals of Aracaju, in the State of Sergipe, Brazil, from March-July 2005. All mothers who gave birth to a single live baby were interviewed regarding their background, reproductive history and sexual life. Hospital records, including the babies' weight, height and cephalic perimeter, were obtained and all information transferred to a standardised questionnaire. Data were compared to equivalent findings from other studies in Brazil. RESULTS: there were 4746 single live births during the study period in Aracaju. The majority of mothers (69%) were considered poor (income <3 minimum wages). Adolescent mothers comprised 20.6% of the population. The figures for low birth-weight (7.2%) and prematurity (7.7%) were similar. Almost all mothers (98.3%) received prenatal care, 76.0% from public services - the Sistema Único de Saúde (SUS) -which financed most deliveries. Caesarean sections accounted for 31.6% of all deliveries. CONCLUSIONS: deliveries in Aracaju's showed good performance with a lower rate for Caesarean sections, prematurity, and low birth-weight than Ribeirão Preto, São Luís and Pelotas. Perinatal health planning may benefit from this kind of study.
  • Regret subsequent to sterilization among Brazilian women Artigos Originais

    Barbosa, Luciana Freitas; Leite, Iúri da Costa; Noronha, Marina Ferreira de

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVOS: identificar fatores sócio-demográficos associados com o arrependimento após a esterilização. MÉTODOS: trata-se de um estudo de corte transversal com dados da Pesquisa Nacional de Demografia e Saúde realizada no Brasil em 1996. A amostra é composta por 3233 mulheres em idade reprodutiva, cuja esterilização ocorreu há pelo menos um ano antes da entrevista. Um modelo de regressão logística foi utilizado. RESULTADOS: a proporção de mulheres arrependidas foi de 10,5% e a principal razão relatada foi o desejo de ter outro filho (62,7%). A chance de uma mulher esterilizada com 35 anos ou mais se arrepender é 69% menor que uma mulher com menos de 25 anos (p<0,01). Mulheres com nove anos ou mais de escolaridade são menos propensas de se arrepender do que mulheres com três anos ou menos (RC=0,75; IC95%: 0,51-1,03). CONCLUSÕES: mulheres jovens e de baixa escolaridade constituem um grupo com chance elevada de arrependimento após a esterilização. Os resultados podem subsidiar gestores de programas de planejamento familiar, reforçando a necessidade de orientações quanto à irreversibilidade do método e às mudanças que podem ocorrer na vida das mulheres durante o ciclo reprodutivo, minimizando a chance de arrependimento.

    Abstract in English:

    OBJECTIVES: to identify socio-demographic factors associated with regret following sterilization. METHODS: a cross-cutting study was carried out using data from the National Population and Health Survey conducted in Brazil in 1996. The sample comprised 3233 women of child-bearing age who had been sterilized at least one year prior to the interview. The logistic regression model was employed. RESULTS: the proportion of women regretting sterilization was 10.5% and the main reason reported was the desire to have another child (62.7%). The likelihood of a sterilized woman aged 35 years or over regretting sterilization was less than that for women aged below 25 years (p<0.01). Women with more than nine years of schooling are less likely to regret sterilization than women with three years of schooling or less (RC=0.75; 95%CI: 0.51-1.03). CONCLUSIONS: young women with a low level of education are the group that is most likely to have regrets following sterilization. These results may aid family planning program managers, restating the need for orientation regarding the irreversibility of the method and the changes that may occur in the lives of women in the course of the reproductive cycle, thereby minimizing the possibility of a woman coming to regret the decision.
  • Vertical-position births at a University Hospital: a time-series study, 1996 to 2005 Artigos Originais

    Brüggemann, Odaléa Maria; Knobel, Roxana; Siebert, Eli Rodrigues Camargo; Boing, Antônio Fernando; Andrezzo, Halana Faria de Aguiar

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVOS: descrever a evolução do número de partos horizontais e verticais na maternidade do Hospital da Universidade Federal de Santa Catarina, Brasil, e avaliar a associação dos mesmos com a taxa de cesárea, de internações dos recém-nascidos em unidade de tratamento intensivo e semi-intensivo e as transfusões sanguíneas maternas. MÉTODOS: estudo descritivo -série histórica. Foram incluídos todos os partos, as internações dos recémnascidos na Unidade de Terapia Intensiva e as transfusões sanguíneas maternas ocorridas de 1996 até 2005. Para testar as tendências, utilizou-se o método de Prais-Winsten para regressão linear generalizada. RESULTADOS: em 1996 a porcentagem de partos verticais era 5,4% e em 2005 foi 52,3%. A variação média anual dos partos verticais foi de +20,8% (p=0,007) e dos partos horizontais de -15,2% (p<0,001). Os partos cesáreos apresentaram tendência de estabilidade. Houve diminuição no número de recém-nascidos internados na unidade de terapia intensiva neonatal de 6,1% ao ano (p=0,001) e de transfusões sanguíneas ou hemoderivados (5,2% -p<0,01). CONCLUSÕES: o aumento de partos verticais em relação aos demais está em consonância com as evidências científicas e recomendações da Organização Mundial da Saúde. Essa prática foi incorporada gradativamente pelos profissionais da equipe de saúde.

    Abstract in English:

    OBJECTIVES: to describe the evolution of the number of horizontal and vertical births in the maternity ward of the University Hospital of the Federal University of Santa Catarina, Brazil and to evaluate their correlation with the rates for caesarian, for transfer of newborns to intensive and semi-intensive care units, and maternal blood transfusions. METHODS: a time-series study. All births resulting in newborns being transferred to the Intensive Care Unit, and the maternal blood transfusions obstetrics ward between 1996 and 2005 were included in this study. In order to test the tendencies, the Prais-Winsten generalized linear regression method was used. RESULTS: in 1996 the percentage for vertical births was 5.4% and in 2005 52.3%. The average annual variance for vertical births was +20.8% (p=0.007), and for horizontal births -15.2% (p<0.001). Caesarian births showed a tendency to stabilize (p=0.243). There was a decrease of in the number of newborns transferred to the neonatal intensive care unit, 6.1% per year (p=0.001) and in the need of maternal blood transfusions (5.2% -p<0.01). CONCLUSIONS: the growing percentage of vertical births is in accordance with scientific evidence and the World Health Organization's recommendations. This practice has been gradually introduced by the team of health care professionals.
  • The performance of various anthropometric assessment methods for predicting low birth weight in pregnant women Original Articles

    Padilha, Patricia de Carvalho; Accioly, Elizabeth; Veiga, Glória Valéria da; Bessa, Tereza Cristina; Della Libera, Beatriz; Nogueira, Jamile Lima; Alves, Priscila Dutra; Souza Junior, Paulo Roberto de; Saunders, Cláudia

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVOS: avaliar o desempenho de diferentes métodos antropométricos para avaliação nutricional de gestantes para predizer o baixo peso ao nascer (BPN). MÉTODOS: estudo descritivo do tipo transversal, realizado com 433 puérperas (>20 anos) atendidas numa Maternidade Pública do Rio de Janeiro, Brasil. A adequação do ganho de peso ao final da gestação foi avaliada segundo as propostas do Institute of Medicine e do Ministério da Saúde. Calculou-se a sensibilidade, a especificidade e a acurácia das variáveis adequação do ganho de peso gestacional total ou adequação do estado nutricional materno ao final da gestação na predição do BPN. RESULTADOS: a sensibilidade dos métodos variou de 63,1% a 68,4% e a especificidade de 71,2% a 75,1%. A adaptação da proposta do Institute of Medicine elaborada pelo Ministério da Saúde, segundo a classificação do estado nutricional pré-gestacional pelos pontos de corte da Organização Mundial da Saúde apresentou maior acurácia (74,5%), sendo este último o mais adequado para triagem nutricional pela sua associação com o BPN (OR=4,10; IC95%=1,53-10,92). CONCLUSÕES: os melhores para esta população foram as propostas do Institute of Medicine e do Ministério da Saúde. Estudos visando reconhecer os métodos de avaliação antropométrica mais adequados na gestação devem ser estimulados em diferentes populações.

    Abstract in English:

    OBJECTIVES: to assess the performance of various anthropometric methods for the evaulation of the nutritional status of pregnant women as a means of predicting low birth weight (LBW). METHODS: a descriptive cross-cutting study carried out among 433 pregnant women (>20 years) attending a Public Maternity Hospital in Rio de Janeiro, Brazil. The adequacy of the weight gain at the end of the pregnancy was evaluated in accordance with the proposals of the Institute of Medicine and the Brazilian Ministry of Health. The sensitivity, specificity and accuracy of the adequacy of weight gain at the end of the pregnancy or nutritional state of mother as a predictor of low birth weight were calculated. RESULTS: the sensitivity of the various methods varied from 63.1% to 68.4% and the specificity from 71.2% to 75.1%. The adapted Institute of Medicine proposal drawn up by the Brazilian Ministry of Health, according to the classification of the pre-delivery nutritional status of the mother according to the World Health Organization cutoff points showed itself to be the most accurate (74.5%), this being the most adequate method for nutritional triage for reason of its association with low birth weight (OR=4.10; 95%CI=1.53-10.92). CONCLUSIONS: the best proposals for this population are those of the Institute of Medicine and the Brazilian Ministry of Health. Further studies aiming to ascertain the most appropriate methods of anthropometric evaluation for different populations should be encouraged.
  • Thyroid dysfunction: a risk factor associated with post-partum depression? Artigos Originais

    Ruschi, Gustavo Enrico Cabral; Chambô Filho, Antônio; Lima, Valmir José de; Yazaki-Sun, Sue; Zandonade, Eliana; Mattar, Rosiane

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVOS: estudar prevalência de depressão pósparto e sua correlação com alterações tireoidianas maternas. MÉTODOS: estudo observacional descritivo transversal realizado com 292 mulheres entre 31 e 180 dias após o parto, atendidas em unidades de saúde pública da Região Metroplitana de Vitória, Espírito Santo, Brasil. Analisou-se a amostra segundo características sociodemográficas e clínico-obstétricas. Definiu-se transtorno depressivo pelo escore igual ou superior a 12 na Escala de Depressão Pós-Parto de Edimburgo (EPDS). A avaliação tireoidiana foi realizada por dosagens séricas de hormônio tireo-estimulante (TSH), tiroxina livre (T4 livre) e dos anticorpos anti-peroxidase (TPO). Para avaliação dos resultados utilizamos técnicas de análise descritiva e teste do χ2, adotando nível de significância de 5%. RESULTADOS: 115 mulheres (39,4%) apresentaram escores iguais ou superiores a 12 na EPDS, sendo consideradas deprimidas; 117 (60,6%), com escores inferiores a 12, foram consideradas não deprimidas. A prevalência de depressão pós-parto no grupo com alterações tireoidianas foi de 36% e no grupo sem alterações tireoidianas foi de 40%. Não houve diferença estatisticamente significante na frequência de depressão entre as pacientes com e sem alterações tireoidianas (χ2=0,131;p=0,717). CONCLUSÕES: a frequência de DPP foi elevada, não sendo observada associação entre depressão pós-parto e alterações tireoidianas.

    Abstract in English:

    OBJECTIVES: to investigate the prevalence of post partum depression and its correlation with thyroid dysfunction in mothers. METHODS: a descriptive, cross-cutting observational study carried out among 292 women between the 31st and 180th days post partum, attending public health units in the Metropolitan Region of Vitória, in the State of Espírito Santo, Brazil. The sample was analyzed for socio-demographic and clinical-obstetric characteristics. A depressive disorder was defined by a score greater than or equal to twelve on the Edinburgh Post-Partum Depression Scale (EPDS). The thyroid was assessed using serum dosages of thyroid stimulating hormone, (TSH), free thyroxin (T4 free) and anti-peroxidase antibodies (TPO). Evaluation of the results was carried out using descriptive analysis and the χ2 test, with a level of significance of 5%. RESULTS: 115 women (39.4%) scored higher than 12 on the EPDS and were thereby deemed to be depressed; 117 (60.6%) scoring lower than 12 were considered not to be depressed. The prevalence of post-partum depression in the group with thyroid dysfunction was 36% and 40% in the group without thyroid dysfunction. There was no statistically significant difference in the frequency of depression between patients with or without thyroid dysfunction (χ2=0.131;p=0.717). CONCLUSIONS: the frequency of PPD was high but no association was observed between post-partum depression and thyroid dysfunction.
Instituto de Medicina Integral Prof. Fernando Figueira Rua dos Coelhos, 300. Boa Vista, 50070-550 Recife PE Brasil, Tel./Fax: +55 81 2122-4141 - Recife - PR - Brazil
E-mail: revista@imip.org.br