Relação do nível de sombreamento artificial e da adubação sobre o desenvolvimento da forrageira Urochloa brizantha cv. Marandu

Relation of shading level and Fertilization on the development of "Urochloa brizantha" cv. Marandu

O estudo foi realizado na Universidade Federal do Tocantins (UFT), na Escola de Medicina Veterinária e Zootecnias, Campus de Araguaína, foram avaliadas as características morfogênicas, agronômicas e o índice de área foliar da Urochloa brizantha cv. Marandu, submetido a crescentes níveis de sombreamento artificial com e sem adubação, sendo os níveis de sombreamento (0%; 30%; 50% e 70%) e adubação de (80 kg ha-1 ano). O solo onde a forragem encontrava-se implantada era o Neossolo Quartizarênico Órtico típico. Tendo em vista a necessidade de mais conhecimento sobre os sistemas Silvipastoris na região Norte do país, o objetivo deste trabalho foi investigar as mudanças morfológicas ocorrida pelo vegetal através do estudo da morfogênese e de como a adubação atua nesse processo, o delineamento experimental foi em blocos casualizados (DBC), em arranjo fatorial 4x2. O sombreamento aumentou, comprimento de bainha (CB) e consequentemente no comprimento médio de lâmina foliar aparecida (CMLFAP) e adubação conferiu influências na duração de vida de folha (DVF), CB, taxa de alongamento de colmo (TALC), número de folhas mortas (NFM). A produtividade em kg de matéria seca não foram alterados pelos tratamentos e não alterou de forma significativa a taxa de senescência foliar (TSF). A Urochloa brizantha cv. Marandu mostrou capacidade de adaptação aos níveis crescentes de sombreamento, sendo capaz de produzir um percentual de matéria seca (MS) considerável em comparação ao sol pleno, ambos implantados em solo arenoso.

características morfogênicas; marandu; sombreamento


UFBA - Universidade Federal da Bahia Avenida Adhemar de Barros nº 500 - Ondina , CEP 41170-110 Salvador-BA Brasil, Tel. 55 71 32836725, Fax. 55 71 32836718 - Salvador - BA - Brazil
E-mail: rbspa@ufba.br