Atividade nematiciada de microfungos (“Orbiliales, Orbiliaceae”) após trânsito gastrointestinal de Gallus gallus domesticus

Manoel Eduardo da SILVA Wendeo Ferreira da SILVEIRA Fábio Ribeiro BRAGA Jackson Victor de ARAÚJO Sobre os autores

RESUMO

Parasitas são comuns em sistemas intensivos avícolas ou orgânicos, mais propício para o surgimento de parasitas gastrointestinais, favorecido pelo contato direto dos animais com o solo e outros organismos. O aumento da demanda por proteína animal estimula a expansão dos sistemas de produção com aumento da densidade animal. Sistemas de criação livres (orgânicos ou não) com baixa densidade e alto padrão tecnológico não excluem estes animais do contato com patógenos ambientais. O controle das helmintoses gastrointestinais em sistemas extensivos ou intensivos não orgânicos é realizado pela administração de anti helmínticos com elevado custo e resultados insatisfatórios devido ao mau uso dos produtos com consequente seleção de cepas parasitárias resistentes às bases químicas. Este problema estimula a pesquisa de medidas alternativas de controle. Fungos nematófagos são utilizados por sua atividade enzimática em condições controladas e como biocontroladores de larvas de namatóides gastrointestinais em animais. Este estudo avaliou a capacidade de conídios/clamidósporos dos fungos nematófagos Duddingtonia flagrans (AC001 e CG722) e Monacrosporium thaumasium (NF34A) passar pelo trato gastrointestinal de galinhas domésticas (Gallus gallus domesticus), a germinação após passagem e atividade predatória “in vitro” sobre larvas de Panagrellus spp. Conídios/clamidósporos fúngicos foram identificados nas fezes das aves nos tempos 6, 12 e 24 horas após administração e a viabilidade dos esporos foi contatada após germinação, crescimento micelial, seguido pela produção de armadilhas, captura e destruição de larvas de Panagrellus spp. nas fezes. Fungos nematófagos são medidas alternativas de controle, uma eficiente tecnologia e inovadora para o controle biológico de helmintos parasitas de aves.

Palavras-chave:
avicultura; controle biológico; Duddingtonia flagrans; fungos nematófagos; Monacrosporium thaumasium

UFBA - Universidade Federal da Bahia Avenida Adhemar de Barros nº 500 - Ondina , CEP 41170-110 Salvador-BA Brasil, Tel. 55 71 32836725, Fax. 55 71 32836718 - Salvador - BA - Brazil
E-mail: rbspa@ufba.br