Acurácia de dois testes eletrônicos portáteis para dosagem de β-hidroxibutirato sanguíneo de vacas leiteiras

Eliana FIORENTIN Anderson TIECHER Cristina MENEGAT Clarice SOARES Adelina AIRES Ricardo ROCHA Felix Hilario Diaz GONZALEZ Sobre os autores

RESUMO

A dosagem de β-hidroxibutirato (BHB) sanguíneo é uma importante ferramenta para diagnosticar cetose subclínica em vacas leiteiras. Nos últimos anos vários dispositivos portáteis para medir BHB têm sido introduzidos no mercado. Este estudo objetivou avaliar a acurácia de dois aparelhos eletrônicos portáteis para dosagem sanguínea de BHB de vacas leiteiras no início do pós-parto. Um total de 98 amostras de sangue de vacas leiteiras foram testadas durante o primeiro mês de lactação nos dispositivos FreeStyle Optium (FSO, Abbott) e KetoVet (KVE, TaiDoc) de acordo às instruções do fabricante. Como padrão-ouro foi feita dosagem espectrofotométrica de BHB (Ranbut, Randox). A incidência de cetose subclínica foi de 37,7 % usando a técnica do padrão-ouro, 40,8% usando o sistema FSO e de 42,8 % usando o sistema KVE. Os índices de sensibilidade e especificidade foram de 88,1 % e 98,4 % para FSO e 78,7 % e 92,4 % para o KVE, respectivamente. Os coeficientes de correlação de Pearson comparando os aparelhos portáteis com a técnica do padrão-ouro foram de 0.96 para FSO e de 0.93 para KVE. Não houve diferença significativa nos valores médios de BHB entre os dois testes com o padrão-ouro. Os valores preditivos (VP) foram melhores para FSO (VP positivo 97.3 %, VP negativo 92.4%) do que para KVE (VP positivo 88.1 %, VP negativo N 85.9 %). Desta forma, embora FSO tivesse um melhor desempenho sobre KVE, sugere-se que os dois sistemas portáteis estudados podem ser usados na mensuração de BHB com acurácia e confiabilidade.

cetose; especificidade; sensibilidade; valor preditivo

UFBA - Universidade Federal da Bahia Avenida Adhemar de Barros nº 500 - Ondina , CEP 41170-110 Salvador-BA Brasil, Tel. 55 71 32836725, Fax. 55 71 32836718 - Salvador - BA - Brazil
E-mail: rbspa@ufba.br