Sistema orgânico de produção de pescado de água doce

Organic production system of freshwater fish

Resumos

No presente trabalho objetivou-se levantar dados sobre a produção orgânica de pescado de água doce. Atualmente, a produção de alimentos orgânicos de origem vegetal é a predominante no mercado, no entanto, a criação de animais com certificação de origem orgânica tem grande potencial e é uma importante ferramenta para agregação de valor aos grãos e subprodutos agroindustriais orgânicos. Quanto à normatização da aquicultura orgânica, os produtores têm se baseado em normas internacionais. No Brasil, a normatização para criação de animais é bastante recente e sua regulamentação foi consolidada por meio da Instrução Normativa Interministerial No28, publicada no dia 8 de junho de 2011 pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) juntamente com o Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA). Na literatura, são escassos os trabalhos com piscicultura orgânica, mas de acordo com os dados disponíveis, a criação de espécies como a tilápia (Oreochromis niloticus) o pacu (Piaractus mesopotamicus) e o jundiá (Rhamdia sp.) alimentados com rações orgânicas, em diferentes sistemas de cultivo, demonstram resultados bastante otimistas quanto ao sistema de produção, foco deste trabalho.

agro-ecology; aquaculture; livestock organic; production system


This study aimed to collect data about organic production of freshwater fish. Today the production of organic food of plant origin is predominant in the market, however, the animal rearing with organic certificate has great potential, and is an important tool for adding value to grains and organic products. Regarding the regulation of organic aquaculture, producers are based on international standards. In Brazil, the norms for breeding are very recent and their regulation was consolidated through Interministerial Instruction No28, published on June 8, 2001 by Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) together with Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA). In the literature there are few studies with organic fish farm, but according to available data, the rearing of species such as tilapia (Oreochromis niloticus), pacu (Piaractus mesopotamicus) and jundia (Ramdhia sp) fed with organic diet, in different rearing systems, show results quite optimistic about the production system, which is the focus of this work.

agro-ecology; aquaculture; livestock organic; production system


  • BOSCOLO, W.R.; FEIDEN, A; KLEIN, S.; LORENZ, E.K.; DIETRICH, F.; CANZI, C.; SILVA, J.R. Relatório final das atividades desenvolvidas no convênio de cooperação técnico científica entre Itaipu Binacional e Unioeste Paraná: UNOESTE, 2010b. 159p.
  • BOSCOLO, W.R., HAYASHI, C., MEURER, F. Digestibilidade aparente da energia e nutrientes de alimentos convencionais e alternativos para a tilápia do Nilo (Oreochromis niloticus, L.). Revista Brasileira de Zootecnia, v.13, n.2, p.539-545, 2002.
  • BOSCOLO, W.R.; SIGNOR, A.; FEIDEN, A.; SIGNOR, A.A.; SHAEFER, A.; REIDEL, A.; Farinha de Resíduos da Filetagem de Tilápia em Rações para Alevinos de Piauçu (Leporinus macrocephalus). Revista Brasileira de Zootecnia, v.34, n.6, p.1819-1827, 2005.
  • BOSCOLO, W.R.; SIGNOR, A.A.; COLDEBELLA, A.; BUENO, G.W.; FEIDEN,A. Rações orgânicas suplementadas com farinha de resíduos de peixe para juvenis da tilápia do Nilo (Oreochromis niloticus). Revista Ciência Agronômica, v.41, n.4, p.686-692, 2010.
  • BRAGA, L.G.T.; RODRIGUES, F.L.; AZEVEDO, R.V.; CARVALHO, J.S.O.; RAMOS, A.P.S. Digestibilidade aparente da energia e nutrientes de coprodutos agroindustriais para tilápia do Nilo. Revista Brasileira de Saúde e Produção Animal [Online], v.11, n.4, p.1127-1136, 2010.
  • BRASIL. Ministério da agricultura Pecuária e Abastecimento. Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário e Cooperativismo. Legislação para os sistemas orgânicos de produção animal e vegetal Brasília: MAPA/ACS, 2009. 195p.
  • BRASIL. Instrução normativa interministerial No28, de 8 de junho de 2011. Estabelece normas técnicas para os sistemas orgânicos de produção aquícola a serem seguidos por toda pessoa física ou jurídica responsável por unidades de produção em conversão ou por sistemas orgânicos de produção Disponível em: <http://www.mpa.gov.br/#legislacao/Instrucoes-normativas/mpa/ins_mpa2011>. Acesso em: 5 jul. 2011.
  • DIETERICH, F. Fontes de Fósforo em Rações Orgânicas para alevinos e Juvenis de Tilápia do Nilo (Oreochromis niloticus) 2010. 52p. Dissertação (Mestrado em Zootecnia) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná
  • FEIDEN, A.; SIGNOR, A.A.; DIEMER, O.; SARY, C.; BOSCOLO, W.R.; NEU, D.H. Desempenho de juvenis de jundiás (Rhamdia voulezi) submetidos à alimentação com ração orgânica certificada e comercial. Revista Acadêmica, Ciências Agrárias e Ambientais, v.8, n.4, p.381-387, 2010.
  • FURUYA, W.M.; SANTOS, V.G; SILVA, L.C.R.; FURUYA, V.R.B. Exigência de lisina digestível para juvenis de tilápia do Nilo. Revista Brasileira de Zootecnia, v.35, n.3, p.937-942, 2006.
  • GODINHO, H.P. Estratégias reprodutivas de peixes aplicada à aquicultura: bases para o desenvolvimento de tecnologias de produção. Revista Brasileira de Reprodução Animal, v.31, n.3,p.351-360, 2007.
  • GONÇALVES, G.S.; PEZZATO, L.E.; BARROS, M.M.; ROCHA, D.F.; KLEEMAN, G.K.; SANTA ROSA, M.J.S. Energia e nutrientes digestíveis de alimentos para a tilápia do Nilo. Boletim do Instituto de Pesca, v.35, p.201-213, 2009.
  • INSTITUTO PARANAENSE DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL - IPARDES. O mercado de orgânicos no Paraná: caracterização e tendências Curitiba,2007. 188p.
  • LÖSCH, J.A.; BOSCOLO, W.R.; FEIDEN, A.; SIGNOR, A.A.; DIETERICH, F. Fontes de fósforo em rações com certificação orgânica para juvenis de tilápia do Nilo (Oreochromis niloticus). In: REUNIÃO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ZOOTECNIA, 46., 2009, Maringá. Anais..Maringá: Sociedade Brasileira de Zootecnia, 2009.
  • MANSFIELD, B. From catfish to organic fish: making distinctions about nature as cultural economic practice. Geoforum, v.34, p.329–342, 2003.
  • MENTE, E.; KARALAZOS, V.; KARAPANAGIOTIDIS, I.T.; PITA, C. Nutrition in organic aquaculture: na inquiry and a discourse. Aquaculture Nutrition, v.17, p.798-817, 2011.
  • NATURLAN ASOCIACIÓN REGISTRADA. Agricultura orgânica: Naturland normas para la acuicultura orgânica Naturland, 2004. 21p.
  • NEU, D.H.; VEIT, J.C.; BOSCOLO, W.R.; FREITAS MANARIN, B.Y.; SIGNOR, A.A.; FEIDEN, A. Análise sensorial de filés de jundiá (Rhamdia voulezi) submetidos à alimentação orgânica e convencional. Revista Cultivando o Saber, v.4, n.3, p.148-157, 2011.
  • ORMOND, J.GP.; PAULA, S.R.L.; FAVERET FILHO, P.; ROCHA, L.T.M. Agricultura Orgânica: Quando o passado é futuro BNDS Setorial, n.15 v.1, p.3-34. 2002.
  • PELLETIER, N.; TYEDMERS, P. Feeding farmed salmon: Is organic better? Aquaculture, v.272, p.399–416, 2007.
  • PEZZATO, L.E.; BARROS, M.M.; FURUYA, W.M. Valor nutritivo dos alimentos utilizados na formulação de rações para peixes tropicais. Revista Brasileira de Zootecnia, v.38, p.43-51, 2009. Supl.
  • ROUBACH, R.; GOMES, L.C.; FONSECA, F.A.L.; VAL, A.L. Eugenol as na efficacious anaesthetic for tambaqui, Colossoma macropomum (Cuvier). Aquaculture Research, v.36, p.1056-1061, 2005.
  • VIDAL, L.V.O.; ALBINATI, R.C.B.; ALBINATI, A.C.L.; LIRA, A.D.; ALMEIDA, T.R.; SANTOS, G.B. Eugenol como anestésico para a tilápia do Nilo. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v.43, n.8, p.1069-1074, 2008.

Datas de Publicação

  • Publicação nesta coleção
    29 Set 2014
  • Data do Fascículo
    Jun 2012

Histórico

  • Recebido
    10 Nov 2011
  • Aceito
    28 Maio 2012
UFBA - Universidade Federal da Bahia Avenida Adhemar de Barros nº 500 - Ondina , CEP 41170-110 Salvador-BA Brasil, Tel. 55 71 32836725, Fax. 55 71 32836718 - Salvador - BA - Brazil
E-mail: rbspa@ufba.br