Biometria testicular e concentrações séricas de testosterona de garanhões Pôneis da raça Brasileira

Miguel Alejandro Silva RUA Celia Raquel QUIRINO Wilder Hernando Ortiz VEJA Aylton BARTHOLAZZI JUNIOR Rosemary BASTOS Luis Fonseca MATOS Caroline Marçal Gomes DAVID Sobre os autores

RESUMO

Avaliação do tamanho dos testículos é muito importante na seleção de garanhões, uma vez que é um determinante indireto do seu potencial reprodutivo. O objetivo deste estudo foi avaliar as características de biometria testiculares, calcular o volume testicular e analisar a concentração sérica de testosterona de garanhões. Durante seis meses, foram medidos os testículos de garanhões Pôneis da raça Brasileiro adultos, criados no Norte do Estado do Rio de Janeiro, Brasil. O comprimento a largura e a altura dos testículo (TL, TW e TH) foram mensurados. A partir dessas medidas, calculou-se o volume testicular total (TTV). Os dados foram avaliados por análise de variância e foram calculadas as correlações entre as características. A média geral das características de biometria testicular e volume testicular foram: TL 5,8 ± 0,6 cm; TW 3,8 ± 0,5 cm; TH 4,7 ± 0,4 cm e TTV 111.2 ± 27,7. A média de concentração sérica de testosterona foi de 0,89 ± 0,52 ng/dl. Altas correlações foram observadas entre as características de biometria testicular e volume testicular. Baixas a médias correlações entre as características testiculares com produção espermática e com concentração de testosterona foram observadas. O tamanho testicular pode ser uma importante característica que auxilia na predição do potencial reprodutivo do garanhão pôneis da raça Brasileira. Sugere-se que não há variações na concentração sérica de testosterona nos pôneis da raça Brasileira que poderia afetar em sua fertilidade.

Palavras-chave:
andrologia; equino; reprodução

UFBA - Universidade Federal da Bahia Avenida Adhemar de Barros nº 500 - Ondina , CEP 41170-110 Salvador-BA Brasil, Tel. 55 71 32836725, Fax. 55 71 32836718 - Salvador - BA - Brazil
E-mail: rbspa@ufba.br