Produção e composição do leite de ovelhas da raça Rabo Largo criadas em região tropical1 1 Parte da dissertação do terceiro autor. Programa de Pós-Graduação em Zootecnia da Universidade Estadual Vale do Acaraú/Embrapa Caprinos e Ovinos.

Production and milk composition of sheep amaintained in tropical region

Angela Maria de VASCONCELOS Fabianno Cavalcante de CARVALHO Aparecido Porto da COSTA Raimundo Nonato Braga LOBO Rômulo Coelho RAMALHO Sobre os autores

RESUMO

Objetivou-se quantificar a produção e a composição química do leite das ovelhas Rabo Largo mantidas sob dois sistemas de alimentação durante a fase lactacional. Foram utilizadas 60 ovelhas, primíparas e multíparas entre um e quatro anos de idade, amamentando um ou dois cordeiros, mantidas sob dois sistemas de alimentação, com peso vivo médio inicial de 43 kg e 40,5 kg para o lote suplementado e lote não suplementado, respectivamente. Foi medida a produção de leite semanalmente, através do método indireto da dupla pesagem, após o período do colostro. Foram coletadas também amostras do leite, a cada semana, para a determinação da composição química. Os dados de produção de leite foram analisados como medidas repetidas no tempo e entre grupo de fatores. Os fatores considerados foram ano e períodos chuvoso e seco no início de lactação, ordem de lactação, interação tipo de parto e sexo das crias e entre os lotes. Para efeito de comparação de médias entre os lotes, utilizou-se o teste de média dos mínimos quadrados com nível de significância de 5%. Verificou-se que o lote suplementado obteve maior produção de leite do que o lote não suplementado, exceto nas duas últimas semanas de lactação. O pico de produção ocorreu durante a segunda semana de lactação para ambos os lotes. As ovelhas da raça Rabo Largo sem acesso a suplementação responderam de maneira positiva expressando adaptabilidade as condições semiáridas com potencial leiteiro semelhante a outras raças ovinas, e quando suplementadas obtém-se maior produção e manutenção dos mais elevados níveis dos componentes químicos do leite na última semana de lactação.

Palavras-chave:
caatinga raleada; lactação; nutrição

UFBA - Universidade Federal da Bahia Avenida Adhemar de Barros nº 500 - Ondina , CEP 41170-110 Salvador-BA Brasil, Tel. 55 71 32836725, Fax. 55 71 32836718 - Salvador - BA - Brazil
E-mail: rbspa@ufba.br