Exigência de proteína bruta para juvenis de pacamã

Crude protein requeriment to pacamã juveniles

Márcia Gomes de Souza Ana Gabriela Lins Seabra Lilian Carolina Rosa da Silva Lilian Dena dos Santos Rafael Ernesto Balen Fábio Meurer Sobre os autores

O pacamã (Lophiosilurus alexandri) é uma espécie de peixe com hábito alimentar carnívoro, apropriada para o cultivo, porém, ainda pouco estudada. O objetivo deste estudo foi determinar a exigência de proteína bruta (PB) do pacamã, L. alexandri, na fase juvenil. O experimento foi conduzido por um período de 45 dias utilizando um delineamento inteiramente casualizado, com cinco tratamentos (dieta contendo 36,2; 38,2; 42,0; 44,4 e 48,8% de PB) e quatro repetições cada, onde 100 juvenis (5,19 ± 0,01g) foram distribuídos em 20 caixas com volume útil de 36 L, sendo considerada como unidade experimental uma caixa com cinco juvenis. Foram avaliados os parâmetros de peso final, percentagem de ganho de peso, taxa de crescimento específico, sobrevivência, índice hepatossomático, rendimento de carcaça com e sem cabeça, comprimento total, comprimento da cabeça, largura e altura. Pela análise de regressão foi verificada uma redução linear (P<0.01) nos parâmetros de desempenho em função do nível protéico da ração. Quando comparados pelo teste de Tukey, o melhor resultado (P<0.01) foi obtido com 36,2% de PB. Não houve influência dos tratamentos nos outros parâmetros avaliados (p>0,05). Deste modo, recomenda-se a utilização de rações contendo entre 36,2% de proteína bruta para juvenis de pacamã (L. alexandri).

Lophiosilurus alexandri; nutrição de peixes; peixe carnívoro; peixe nativo


UFBA - Universidade Federal da Bahia Avenida Adhemar de Barros nº 500 - Ondina , CEP 41170-110 Salvador-BA Brasil, Tel. 55 71 32836725, Fax. 55 71 32836718 - Salvador - BA - Brazil
E-mail: rbspa@ufba.br
Accessibility / Report Error