Efeitos da adição de vagens de algaroba sobre a composição química e a microbiota fúngica de silagens de capim-elefante

Effects of adding mesquite pod on fungal microbiota of elephantgrass silage

Este trabalho foi conduzido com o objetivo de avaliar o efeito da adição de vagens de algaroba ao capim-elefante sobre a composição química e a microbiota fúngica das silagens. Os tratamentos constaram de silagens formadas pela associação de capim-elefante e vagens de algaroba nas seguintes proporções: 100:0; 67:33; 34:66 e 0:100. O delineamento experimental foi o inteiramente casualizado, com quatro tratamentos e quatro repetições. As silagens foram confeccionadas em mini-silos de PVC, mantidos lacrados por 120 dias. Após abertura dos silos, foram coletadas amostras das silagens para isolamento e identificação dos fungos e avaliação da composição química das silagens. A adição de vagens ao capim-elefante reduziu linearmente os teores de FDN, FDA e cinzas (MM) e aumentou o de MS. Um total de 490 unidades formadoras de colônias (UFC) foi isolado por g de material e apresentou a seguinte distribuição: 68; 101; 261 e 58 UFC/g de silagens, respectivamente, nos tratamentos 100:0; 67:33; 34:66 e 0:100. A adição de vagens aos silos alterou a microbiota fúngica das silagens. No tratamento contendo somente silagem de algaroba, houve maior diversidade de espécies fúngicas, apesar da menor contagem de UFC/g de amostra, enquanto, no tratamento com 66% de algaroba, observaram-se maior crescimento de fungos e menor diversidade de espécies fúngicas.

aditivo; composição química; fungos; mini silos; Prosopis juliflora


Sociedade Brasileira de Zootecnia Universidade Federal de Viçosa / Departamento de Zootecnia, 36570-900 Viçosa MG Brazil, Tel.: +55 31 3612-4602, +55 31 3612-4612 - Viçosa - MG - Brazil
E-mail: rbz@sbz.org.br