Efeito dos níveis de triptofano digestível em dietas para codornas japonesas em postura

Dietary digestible tryptophan levels for Japanese laying quails

Sandra Regina Freitas Pinheiro Sergio Luiz de Toledo Barreto Luiz Fernando Teixeira Albino Horacio Santiago Rostagno Regina Tie Umigi Claudson Oliveira Brito Sobre os autores

O nível dietético adequado (0,12; 0,16; 0,20; 0,24 e 0,28%) de triptofano digestível foi avaliado em 400 codornas japonesas de 21 a 30 semanas de idade, fase de postura. As codornas foram alojadas em gaiolas de 125 cm²/ave, com peso inicial de 158,50 g e produção média de ovos de 84,50%. O delineamento experimental foi em blocos casualizados, constituído por oito blocos, cinco tratamentos, oito repetições de dez aves/repetição e três períodos experimentais de 21 dias cada. Foram avaliados os parâmetros de desempenho das aves, consumo de ração (g/ave/dia), consumo de triptofano (mg/ave/dia), produção de ovos (%/ave/dia), peso médio dos ovos (g), massa de ovos (kg/ave/dia) e conversão alimentar (kg de ração/kg de ovos e por dúzia de ovos). Somente as variáveis consumo de triptofano e produção de ovos apresentaram efeitos significativos dos níveis de triptofano nas dietas. As respostas de desempenho das codornas, respeitando o ajuste estatístico obtido por meio de modelos de regressão linear e do modelo descontínuo LRP, e a interpretação biológica permitem concluir que, para se obter o melhor desempenho produtivo, as dietas de codornas devem conter o nível de 0,21% de triptofano digestível, o que resulta no consumo diário de 45,0 mg/ave de triptofano, correspondendo à relação triptofano: lisina digestível de 21%.

aminoácido; Coturnix coturnix japonica; exigência; serotonina


Sociedade Brasileira de Zootecnia Universidade Federal de Viçosa / Departamento de Zootecnia, 36570-900 Viçosa MG Brazil, Tel.: +55 31 3612-4602, +55 31 3612-4612 - Viçosa - MG - Brazil
E-mail: rbz@sbz.org.br