Efeito da qualidade do milho no desempenho de frangos de corte

Effects of corn quality on broilers performance

RESUMO - Este experimento foi realizado para avaliar os efeitos do uso de milho de baixa qualidade nutricional, infestado por insetos ou fungos, sobre o desempenho de frangos de corte em rações para a fase inicial. Um total de 400 pintos não-sexados da linhagem Ross foi distribuído em delineamento inteiramente casualizado com cinco tratamentos e quatro repetições, de acordo com a qualidade dos grãos de milho usado nas rações iniciais (1 a 28 dias). O milho não-infestado foi usado na ração testemunha, e substituido com níveis de 20 ou 40% de grãos de milho infestados por insetos e por 20 ou 40% de grãos de milho infestados por fungos. Ganho de peso, consumo de ração e conversão alimentar, no período de 1 a 28 e 29 a 49 dias e no período total, não foram influenciados pelos tratamentos. As relações entre o peso dos órgãos e o peso corporal foram crescentes para fígado e bursa of Fabricius, à medida que o milho com níveis de infestação por insetos ou fungos aumentaram, principalmente para a fúngica. À necropsia realizada aos 29 e 51 dias de idade dos frangos, identificou-se o aumento da freqüência de problemas de pernas e lesões hepáticas nos tratamentos que continham milho infestado com insetos ou fungos em sua composição. Os níveis de infestação por insetos ou fungos usados não influíram no desempenho dos frangos, porém podem contribuir para aumentar a incidência de problemas metabólicos, fatores que não se refletem no desempenho do frango de corte, mas que aumentam as taxas de condenação de carcaça.

desempenho; frangos de corte; fungos; insetos; milho; ração inicial


Sociedade Brasileira de Zootecnia Universidade Federal de Viçosa / Departamento de Zootecnia, 36570-900 Viçosa MG Brazil, Tel.: +55 31 3612-4602, +55 31 3612-4612 - Viçosa - MG - Brazil
E-mail: rbz@sbz.org.br