Exigências de lisina digestível para codornas japonesas na fase de postura

Digestible lysine requirements for laying Japanese quails

Fernando Guilherme Perazzo Costa Valéria Pereira Rodrigues Cláudia de Castro Goulart Raul da Cunha Lima Neto Janete Gouveia de Souza José Humberto Vilar da Silva Sobre os autores

Objetivou-se estimar as exigências nutricionais de lisina digestível para codornas japonesas em postura. Foram utilizadas 240 codornas distribuídas em delineamento de blocos casualizados, com cinco tratamentos, cada um com seis repetições de oito aves. Os tratamentos consistiram de uma ração basal deficiente em lisina e suplementada com L-lisina.HCL, de modo a apresentar 0,88; 0,96; 1,04; 1,12 ou 1,20% de lisina digestível. Avaliaram-se o consumo de ração (CR), a produção de ovos (PR), o peso (PO) e a massa (MO) do ovo, a conversão alimentar por massa (CMO) e por dúzia (CDZ) de ovos, os pesos de albúmen (PA), gema (PG) e casca (PC), as porcentagens de albúmen (%A), gema (%G) e casca (%C) e a gravidade específica (GE) dos ovos. O nível de lisina digestível da ração influenciou o consumo de ração, enquanto a produção de ovos respondeu de forma quadrática aos níveis de lisina. As demais variáveis analisadas não foram influenciadas pelo nível de lisina digestível da ração. A exigência de lisina digestível para codornas japonesas em postura foi estimada em 1,03% da ração, que corresponde a um consumo diário de 292 mg de lisina digestível.

aminoácido; Coturnix coturnix japonica; produção de ovos


Sociedade Brasileira de Zootecnia Universidade Federal de Viçosa / Departamento de Zootecnia, 36570-900 Viçosa MG Brazil, Tel.: +55 31 3612-4602, +55 31 3612-4612 - Viçosa - MG - Brazil
E-mail: rbz@sbz.org.br