Desempenho e características de carcaça de frangos de corte alimentados com rações contendo farelo da castanha de caju tratado ou não com antioxidante

Performance and carcass characteristics of broilers fed diets containing cashew nut meal treated or not with antioxidant

Irani Ribeiro Vieira Lopes Maria de Fátima Freire Fuentes Ednardo Rodrigues Freitas Roberto Batista da Silva Raffaella Castro Lima Roseane Madeira Bezerra Sobre os autores

O experimento foi realizado para avaliar a estabilidade oxidativa do farelo da castanha de caju (FCC) tratado ou não com antioxidante butil-hidroxitolueno (BHT) e armazenado por 35 dias e estudar o efeito de rações formuladas com esse ingrediente sobre o desempenho e as características de carcaça de frangos de corte. Um lote de 400 kg de FCC foi dividido em cinco partes. Uma parte foi armazenada sem a adição de antioxidante e as demais foram tratadas com 500 ppm de BHT nos dias 0, 7, 14 e 21 de armazenamento. A estabilidade oxidativa do FCC foi acompanhada pelos índices de acidez e de peroxidação, determinados semanalmente. No final do período de 35 dias de armazenamento, 15% de FCC não tratado ou tratado com BHT foi usado na formulação de rações isonutritivas para frangos de corte. Foram utilizados 480 pintos machos de 1 dia, linhagem Ross, distribuídos em delineamento inteiramente casualizado, com 5 tratamentos e 8 repetições de 12 aves. O índice de acidez do FCC durante o período de armazenamento não variou, independentemente do uso de antioxidante, enquanto o índice de peróxidos do farelo com ou sem BHT aumentou com o tempo de armazenamento. O tratamento do FCC com antioxidantes não afetou o desempenho, as características de carcaça, o teor de umidade do fígado e os teores de umidade e extrato etéreo da gordura abdominal dos frangos de corte. Entretanto, o teor de extrato etéreo do fígado das aves alimentadas com a ração contendo FCC tratado com BHT no dia zero foi mais baixo que o daquelas alimentadas com a ração controle. O farelo de castanha de caju sem antioxidante armazenado por 35 dias, embora sofra processo de rancidez oxidativa, pode ser utilizado em níveis de até 15% na ração de frangos de corte, pois não afeta o desempenho e as características de carcaça.

BHT; conversão alimentar; ganho de peso; índice de peróxidos


Sociedade Brasileira de Zootecnia Universidade Federal de Viçosa / Departamento de Zootecnia, 36570-900 Viçosa MG Brazil, Tel.: +55 31 3612-4602, +55 31 3612-4612 - Viçosa - MG - Brazil
E-mail: rbz@sbz.org.br