Adição de alanina, glicina e glutamina ao meio crioprotetor seminal de garanhões Mangalarga Marchador

Addition of alanine, glycine and glutamine to frozen seminal extender from Mangalarga Marchador stallions

Objetivou-se neste trabalho verificar o efeito da adição de alanina, glicina e glutamina ao meio crioprotetor seminal de garanhões Mangalarga Marchador. Foram utilizados cinco garanhões provenientes do haras Lugavi. Três ejaculados de cada garanhão, após coleta e avaliação, foram divididos em seis tratamentos: sem adição de aminoácidos, adição de 40 mM de alanina, adição de 40 mM de glicina, adição de 60 mM de glutamina, adição de 7 mM de alanina + 7 mM de glicina + 20 mM de glutamina e adição de 40 mM de alanina + 40 mM de glicina + 60 mM de glutamina ao diluente de congelamento convencional. Foram avaliados os parâmetros motilidade total, motilidade progressiva, retidão, linearidade, velocidade média do percurso, velocidade linear, velocidade curvilínea, amplitude lateral de cabeça e frequência de batimentos dos espermatozoides por meio de análise espermática assistida por computador (CASA), funcionalidade da membrana plasmática por choque hiposmótico e integridade de membrana acrossomal pelo teste FITC-PSA. Não houve melhora nos parâmetros de motilidade e cinética espermática nem na funcionalidade de membrana, entretanto, a adição de aminoácidos ao meio crioprotetor seminal aumentou o número de espermatozoides com membrana acrossomal íntegra. Os melhores resultados neste teste são obtidos com 40 mM de alanina (78,6 ± 13,6), 40 mM de glicina (74,7 ± 19,6) ou 7 mM de alanina + 7 mM de glicina + 20 mM de glutamina (76,8 ± 17,5), porém outros estudos devem ser realizados para determinação da concentração ideal desses componentes.

aminoácido; congelamento; equino; espermatozoide; membrana plasmática


Sociedade Brasileira de Zootecnia Universidade Federal de Viçosa / Departamento de Zootecnia, 36570-900 Viçosa MG Brazil, Tel.: +55 31 3612-4602, +55 31 3612-4612 - Viçosa - MG - Brazil
E-mail: rbz@sbz.org.br