Caracterização de biocarvões de fontes distintas e avaliação da liberação de nutrientes e contaminantes

Natália Aragão de Figueredo Liovando Marciano da Costa Leônidas Carrijo Azevedo Melo Evair Antônio Siebeneichlerd Jairo Tronto Sobre os autores

RESUMO

O biocarvão, produto da pirólise de resíduos orgânicos, vem sendo utilizado como condicionador de solo e como alternativa na gestão de resíduos sólidos. O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito da temperatura de pirólise nas propriedades químicas, físicas, mineralógicas e a extração ácida de metais em biocarvões produzidos a partir de resíduos de bagaço da cana-de-açúcar, eucalipto e lodo de esgoto. Foram avaliados os teores de C, H, N, O; cinzas; macro e micronutrientes, além de alguns contaminantes; relações molares O/C e H/C; difratometria de raios X; grupos funcionais por FTIR. Além disso, foi determinada a liberação de nutrientes e contaminantes pela extração em concentrações crescentes de HNO3 (0,01-2,0 mol L-1). As relações O/C e H/C diminuíram com o aumento da temperatura de pirólise, o que caracteriza uma maior estabilidade do C dos biocarvões. O biocarvão de lodo de esgoto (BC-L) apresentou as maiores taxas de liberação de nutrientes e metais contaminantes (Cd, Cr, Ni e Pb). A extração ácida dos demais biocarvões foi muito baixa (< 20% do teor total). Os resultados indicam que a fração carbonosa do biocarvão contribui para a baixa taxa de liberação dos elementos em meio ácido.

Palavras-chaves:
Biocarvão; Resíduos; Extração ácida

Universidade Federal do Ceará Av. Mister Hull, 2977 - Bloco 487, Campus do Pici, 60356-000 - Fortaleza - CE - Brasil, Tel.: (55 85) 3366-9702 / 3366-9732, Fax: (55 85) 3366-9417 - Fortaleza - CE - Brazil
E-mail: ccarev@ufc.br