Características fermentativas dos fenos de Cynodon e restolhos de culturas tratados com enzimas exógenas

Yânez André Gomes Santana Vânia Rodrigues Vasconcelos Arnaud Azevêdo Alves Suzana Coimbra de Moura Lustosa e Silva Bruno Spindola Garcez Sobre os autores

RESUMO

Avaliou-se o efeito do tratamento com xilanase e β-glucanase sobre a produção de gases e degradação ruminal dos nutrientes dos fenos de capim-Tifton 85 e restolhos das culturas do milho, sorgo, amendoim, girassol e gergelim. Foram usadas duas enzimas fibrolíticas comerciais (Dyadic xylanase PLUS - Xilanase; BrewZyme LP - β-glucanase), adicionadas aos fenos nas doses de 7,5 unidades de endoglucanase e de 0,46 unidades de xilanase por 500 mg/gMS para os produtos celulase e xilanase, respectivamente. Determinou-se a composição química dos fenos sem aplicação de enzimas e 24 horas após o tratamento enzimático e estimou-se a produção de gases in vitro e a degradação microbiana in situ da matéria seca, matéria orgânica e fibra em detergente neutro e a matéria orgânica verdadeiramente degradável após 24 horas de incubação no rúmen. O tratamento enzimático dos fenos de capim-Tifton 85 e dos restolhos das culturas do milho, sorgo, girassol, amendoim e gergelim com as enzimas fibrolíticas exógenas β-glucanase e xilanase influencia de forma variável a produção de gases in vitro, a degradação in situ da matéria seca, matéria orgânica, fibra em detergente neutro e a matéria orgânica verdadeiramente degradável no rúmen. Essa variação pode ser atribuída às diferenças na composição químicas dos fenos da gramínea e dos restolhos de culturas e à diferente forma de ação das enzimas sobre a parede celular.

Palavras-chave:
Arachis hypogaea; β-glucanase; Helianthus annuus; Sesamum indicum; Sorghum bicolor; Xilanase

Universidade Federal do Ceará Av. Mister Hull, 2977 - Bloco 487, Campus do Pici, 60356-000 - Fortaleza - CE - Brasil, Tel.: (55 85) 3366-9702 / 3366-9732, Fax: (55 85) 3366-9417 - Fortaleza - CE - Brazil
E-mail: ccarev@ufc.br