Produção e composição do leite de vacas leiteiras alimentadas com dietas contendo castanha de caju

Patrícia Guimarães Pimentel Ronaldo Braga Reis José Neuman Miranda Neiva Sandra Gesteira Coelho Andréa Pereira Pinto Sobre os autores

RESUMO

O presente trabalho avaliou a produção e a composição do leite de vacas leiteiras alimentadas com níveis crescentes de castanha de caju na porção concentrada da dieta. Foram utilizadas oito vacas holandesas multíparas, entre a terceira e a quinta lactação, com produção média de 28,0 ? 4,0 kg de leite dia-1, dispostas em delineamento experimental quadrado latino 4 x 4, duplo. As dietas avaliadas consistiram na inclusão de diferentes níveis de castanha de caju moída (CC): 0; 80; 160 e 240 g kg-1 na porção concentrada, possibilitando concentrações de extrato etéreo de 31,6; 46,0; 68,9 e 73,1 g kg-1 na matéria seca da dieta, respectivamente. A silagem de milho foi utilizada como volumoso único, na proporção 50% e as dietas foram formuladas para serem isoproteicas. A dieta foi fornecida na forma de mistura total. A produção média de leite foi 30,3 kg dia-1. As concentrações de proteína, N-ureico e lactose não apresentaram variações significativas (p>0,05) entre as dietas. A inclusão de 24% de castanha de caju na porção concentrada da dieta, mantem a produção de leite, reduz o conteúdo de gordura no leite e juntamente com a redução na concentração de ácidos graxos de cadeia curta e o aumento nas concentrações de ácidos graxos de cadeia longa, proporciona maior valor nutracêutico ao leite, tornando a utilização de castanha excelente alternativa para obtenção de leite com maior benefício à saúde humana.

Palavras-chave:
Ácido linoléico conjugado; Gordura do leite; Lipídeos; Proteína do leite; Subproduto

Universidade Federal do Ceará Av. Mister Hull, 2977 - Bloco 487, Campus do Pici, 60356-000 - Fortaleza - CE - Brasil, Tel.: (55 85) 3366-9702 / 3366-9732, Fax: (55 85) 3366-9417 - Fortaleza - CE - Brazil
E-mail: ccarev@ufc.br