QUALIDADE FISIOLÓGICA E SANITÁRIA DE SEMENTES DE FEIJÃO-AZUKI DESSECADAS E ARMAZENADAS

CÁSSIO JARDIM TAVARES PATRÍCIA CARDOSO FERREIRA ADRIANO JAKELAITIS JULIANA DE FÁTIMA SALES OSVALDO RESENDE Sobre os autores

RESUMO:

Objetivou-se nesta pesquisa avaliar o efeito de diferentes herbicidas aplicados como dessecantes em pré-colheita sobre a qualidade fisiológica e sanitária de sementes de feijão azuki (Vigna angularis Willd.) e armazenadas. Foi adotado o delineamento experimental em blocos casualizados, em esquema de parcelas subdivididas, com quatro repetições. Testaram-se nas parcelas cinco princípios ativos de herbicidas: paraquat (400 g i.a ha-1), glufosinato de amônio (400 g i.a ha-1), glyphosate (720 g e.a ha-1), flumioxazin (30 g i.a ha-1) e uma testemunha sem aplicação de herbicida; e nas subparcelas as duas épocas de armazenamento das sementes (colheita e 6 meses após a colheita). A aplicação dos dessecantes ocorreu na maturidade fisiológica do feijoeiro. Foi avaliado a qualidade fisiológica e sanitária das sementes através de teste de vigor e sanidade de sementes. O uso do herbicida glyphosate promoveu maior incidência de plântulas anormais e redução do tamanho e massa das plântulas. Os herbicidas paraquat e flumioxazin mantiveram a qualidade fisiológica das sementes e promoveram menor infestação de patógenos aos seis meses após a colheita. O armazenamento afetou a qualidade fisiológica de sementes de feijão azuki.

Palavras-chave:
Vigna angularis Willd; Vigor; Conservação de sementes; Tratamento de sementes.

Universidade Federal Rural do Semi-Árido Avenida Francisco Mota, número 572, Bairro Presidente Costa e Silva, Cep: 5962-5900, Telefone: 55 (84) 3317-8297 - Mossoró - RN - Brazil
E-mail: caatinga@ufersa.edu.br