MANEJO BIOLÓGICO DE PRATYLENCHUS BRACHYURUS NA CULTURA DA SOJA

Kethelin Cristine Laurindo de Oliveira Dejânia vieira de Araújo Angélica Carmos de Meneses Jéssica Moreira e Silva Rodolfo Luis Cardoso Tavares Sobre os autores

RESUMO

Objetivou-se avaliar a eficiência de produtos biológicos associados à adubação biológica no biocontrole de Pratylenchus brachyurus na cultura da soja, além do impacto destestratamentos sobre o desenvolvimento da cultura. O experimento foi conduzido em casa de vegetação, na UNEMAT, Campus de Tangará da Serra, com delineamento experimental em blocos casualizados, esquema fatorial 10X2, com quatro repetições. Foram avaliados: testemunha com e sem nematoides, Trichoderma asperellum, Bacillus subtilis, Purpureocillium lilacinum, B. subtilis+ T. asperellum, B. subtilis+ P. lilacinum, T. asperellum+ P. lilacinum, B. subtilis+ T. asperellum+ P. lilacinum e abamectina. Avaliou-se o nível populacional de P. brachyurus, altura, diâmetro do colo das plantas e características microbiológicas do solo aos 60 e 120 DAS; massa seca da parte aérea aos 60 DAS; número de vagens/planta e produtividade aos 120 DAS. Observou-se que aos 60 DAS os tratamentos promoveram eficiência no controle do fitonematoides, quando associados a adubação biológica somente os tratamentos biológicos melhoraram sua eficiência. Aos 120 DAS os produtos biológicos apresentaram maior eficiência no controle de P. brachyurus que a abamectina, aumentando sua eficiência quando adicionada a adubação biológica (nas duas épocas de semeadura). As características agronômicas, número de vagens/planta e produtividade submetidas aos tratamentos biológicos apresentaram melhor desempenho, havendo interação significativa entre tais tratamentos na primeira época de semeadura e interação com à aplicação do adubo biológico para estas variedades nas segunda época de semeadura. Com relação ás características microbiológicas do solo, houve interação entre os tratamentos somente com a aplicação da adubação biológica na segunda época de semeadura.

Palavras-chave:
Adubação biológica; Bacillus subtilis; Nematoide das lesões radiculares; Purpureocillium lilacinum; Trichoderma asperellum

Universidade Federal Rural do Semi-Árido Avenida Francisco Mota, número 572, Bairro Presidente Costa e Silva, Cep: 5962-5900, Telefone: 55 (84) 3317-8297 - Mossoró - RN - Brazil
E-mail: caatinga@ufersa.edu.br