Estudo da segmentação arterial do baço

An anatomic study of the splenic artery segmentation

OBJETIVO: Acrescentar na literatura dados sobre a independência macroscópica, o tipo de limite e o tipo de disposição da segmentação arterial esplênica. MÉTODO: Foram utilizados 100 baços não fixados, através da técnica de injeção e corrosão de resina de acetato de vinil. RESULTADO: Observou-se independência segmentar arterial em 98% dos casos. Verificou-se que o tipo de limite entre segmentos adjacentes é regular em ambas as faces em 52% dos casos, irregular em ambas as faces em 27% dos casos e regular em uma face e irregular em outra em 21% dos casos. O tipo de disposição dos segmentos mostrou-se semelhante nas duas faces do órgão em 78% dos casos. CONCLUSÃO: Concluímos que os segmentos arteriais do baço são independentes em 98% dos casos.

Anatomia; Baço; Artéria esplênica


Colégio Brasileiro de Cirurgiões Rua Visconde de Silva, 52 - 3º andar, 22271- 090 Rio de Janeiro - RJ, Tel.: +55 21 2138-0659, Fax: (55 21) 2286-2595 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: revistacbc@cbc.org.br