Comunicação não verbal com profissionais da voz: o que se pesquisa na fonoaudiologia

Telma Dias dos Santos Marta Assumpção de Andrada e Silva Sobre os autores

RESUMO

A comunicação não verbal é parte da comunicação e está sempre presente de maneira intencional ou não. Pode influenciar, segundo alguns autores, mais de 90% a expressividade na relação dialógica. Cada gesto, cada olhar é uma valiosa fonte de informação sobre a emoção que acontece no momento da comunicação. Como o fonoaudiólogo atua com a comunicação, para um trabalho efetivo ele deve procurar trabalhar aspectos da comunicação não verbal e verbal, sempre associados. Foi realizada uma revisão de literatura entre os anos de 2005 e 2015 nas principais revistas científicas, nacionais, da Fonoaudiologia: Revista CEFAC, Revista Distúrbios da Comunicação - DIC, Pró-Fono - Revista de atualização Científica, Jornal da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia, CoDAS, Revista da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia e Audiology Communication Research - ACR. A busca pelos números e a análise das publicações sobre voz de todas as revistas foi feita dentro da página da plataforma de busca em saúde Scientific Electronic Library Online - SciELO. Foram encontrados 342 artigos sobre voz. 176 eram sobre profissionais da voz dos quais apenas oito abordavam o tema comunicação não verbal. Desses, três se referiam aos profissionais de rádio e TV, dois artigos sobre professores, dois sobre atores e um sobre estudante universitário. Observou-se que, apesar da relevante importância da comunicação não verbal no processo comunicacional, não há muitas publicações fonoaudiológica sobre não verbal e profissionais da voz.

Descritores:
Comunicação Não Verbal; Comunicação; Voz; Fonoaudiologia

ABRAMO Associação Brasileira de Motricidade Orofacial Rua Uruguaiana, 516, Cep 13026-001 Campinas SP Brasil, Tel.: +55 19 3254-0342 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: revistacefac@cefac.br