Correlações entre alterações de fala, respiração oral, dentição e oclusão

Correlations between speech disorders, mouth breathing, dentition and occlusion

Roberta Lopes de Castro Martinelli Érica Fabiana Fornaro Charlene Janaina Milanello de Oliveira Liege Maria Di Bisceglie Ferreira Maria Inês Beltrati Cornacchioni Rehder Sobre os autores

OBJETIVO: verificar as correlações entre alterações de fala e sinais de respiração oral ao tipo de dentição e oclusão, utilizando-se registros em vídeo. MÉTODOS: estudo retrospectivo, de 397 pacientes, por meio de levantamento do roteiro de filmagem ROF. Tipos de alterações de fala e de sinais de respiração oral foram avaliados por Fonoaudiólogos Especialistas em Motricidade Orofacial e comparados com os tipos oclusais propostos por Angle e com parâmetros da dentição, ambos avaliados por Ortodontista. Para a análise estatística foi utilizado o programa SPSS (Statistical Package for Social Sciences), em sua versão 13.0. Para a análise de correlação de Spearman, todos os dados da avaliação foram pareados e analisados. Foi adotado o nível de significância de 5%. RESULTADOS: Considerando alterações de fala e dados de dentição e oclusão, observou-se paralelismo entre distorção e mordida cruzada, imprecisão e desvio ósseo de linha média inferior, travamento e sobressaliência, travamento e sobremordida, ceceio anterior e Classe III de Angle, ceceio anterior e mordida aberta, ceceio anterior e mordida cruzada; e ceceio anterior e desvio de linha média inferior. Observou-se ainda correlação de oposição entre travamento e mordida aberta, travamento e desvio ósseo de linha média inferior, ceceio anterior e Classe II-1 de Angle, ceceio anterior e sobressaliência; e ceceio anterior e sobremordida. Considerando os sinais de respiração oral e dados de dentição e oclusão, observou-se sinal de paralelismo entre eversão de lábio inferior e sobressaliência, acúmulo de saliva nas comissuras labiais e mordida cruzada, acúmulo de saliva nas comissuras labiais e falta de espaço intra-oral; e lábios entreabertos no repouso e Classe II-1 de Angle. Olheira e classe II-1 de Angle, eversão de lábio inferior e Classe II-1 de Angle; e lábio superior encurtado e sobremordida apresentaram correlação de oposição. CONCLUSÕES: o ceceio anterior está correlacionado a alterações de dentição e à Classe III de Angle; olheira, eversão do lábio inferior e lábios entreabertos no repouso são adaptações presentes na Classe II-1, não caracterizando respiração oral neste grupo; o acúmulo de saliva nas comissuras labiais foi o sinal de respiração oral que se correlacionou às alterações de dentição.

Fonoaudiologia; Ortodontia; Transtornos da Articulação; Oclusão Dentária; Sistema Estomatognático; Respiração Bucal


ABRAMO Associação Brasileira de Motricidade Orofacial Rua Uruguaiana, 516, Cep 13026-001 Campinas SP Brasil, Tel.: +55 19 3254-0342 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: revistacefac@cefac.br