Percepções dos acadêmicos de fonoaudiologia e enfermagem sobre processos de envelhecimento e a formação para o cuidado aos idosos

Juliana Mendes Vânia Muniz Néquer Soares Giselle Aparecida Athayde Massi Sobre os autores

OBJETIVO:

identificar as percepções dos acadêmicos de fonoaudiologia e enfermagem sobre o envelhecimento e a formação para o cuidado ao idoso.

MÉTODOS:

participaram do estudo vinte e cinco acadêmicos de Fonoaudiologia e Enfermagem, de faculdades públicas e privadas, situadas na região sul do Brasil. Para a obtenção das informações, utilizou-se de entrevista com roteiro temático, composto por questões abertas. A organização e análise das informações seguiram os passos propostos pela técnica do Discurso do Sujeito Coletivo, que utiliza quatro figuras metodológicas: ancoragem, ideia central, expressões chave e discurso do sujeito coletivo.

RESULTADOS:

emergiram das falas dos acadêmicos participantes da pesquisa, seis ideias centrais e seus

respectivos discursos, que versam sobre o envelhecimento e o cuidado aos idosos na visão teórica e prática.

CONCLUSÕES:

os acadêmicos entendem o envelhecimento como um processo natural, porém permeado de modificações e transformações multidimensionais. Referem que o cuidado multiprofissional é essencial na atenção à saúde do idoso, contudo, a formação na graduação não é específica e tampouco suficiente para a prática profissional direcionada aos idosos.

Envelhecimento; Educação Superior; Enfermagem; Fonoaudiologia


ABRAMO Associação Brasileira de Motricidade Orofacial Rua Uruguaiana, 516, Cep 13026-001 Campinas SP Brasil, Tel.: +55 19 3254-0342 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: revistacefac@cefac.br
Accessibility / Report Error